06 dezembro 2016

Fanfiction: Diário de Uma Paixão - Capítulo 37






*** Taylor POV ***


-Carol? Carol?

Acordei depressa e assustado com alguém gritando na porta do quarto. Olhei para o lado e ela estava lá… não foi um sonho, pensei e sorri. Eu estava só de calça, então coloquei a camiseta e abri a porta. Era Rose que riu ao meu ver no quarto.

-Ah, então quer dizer que seguiu os meus conselhos e veio dormir aqui, né? – ela disse rindo.
-Pois é… valeu pelo conselho - disse rindo também.
-E ai? Vamos tomar café e aproveitar a praia? – ela disse empolgada
-Mas já? Que horas são? – perguntei.
-Oito!
-Nossa que cedo! Bom, vou acordar a Carol.
-Ok! Estamos esperando vocês!

Rose disse e saiu saltitando. Ela era realmente engraçada. Fechei a porta e caminhei em direção a ela. Ela estava de bruços na cama, com a camisola na cintura. Que corpo era aquele? Tudo nela era perfeito. Deitei na cama para me aproximar dela. Passei a mão em suas costas e ela se mexeu um pouco.

-Carol? – eu disse passando a mão em seus cabelos.

Ela não acordava.

-Carol? – eu disse dessa vez beijando suas costas

Ela se mexeu e virou rapidamente me assustando.

-O que foi? – ela perguntou assustada também.
-Nossa! Calma! Estou acordando você, só isso - eu disse rindo
-Ah… que susto! Que horas são? – ela perguntou
-Oito e Rose já veio aqui nos chamar para tomar café e ir para a praia - respondi.
-Ai que preguiça – ela disse se virando novamente de bruços e colocando o rosto no travesseiro
-Por mim podemos ficar aqui o dia todo - eu disse rindo e ela riu ainda no travesseiro.

Aproveitei a situação e fiquei em cima dela. Ela tirou o rosto do travesseiro e disse:

-Hey! O que está fazendo??

Eu nem respondi, apenas a beijei. Era difícil beija-la quando ela estava de costas na cama. Me afastei e tirei minha camiseta. Ela ficou imóvel como se aprovasse a minha atitude. Continuei beijando suas costas e sem conseguir me controlar coloquei a mão por dentro de sua calcinha. É, eu tinha que confessar, essa era uma posição que me excitava, e muito!

Afastei as suas pernas e coloquei sua calcinha um pouco de lado. Ela já estava ofegante e eu também. Comecei a acariciar sua parte mais íntima e sem pensar coloquei um dedo.

-Ah - ela gemeu baixo.

Continuei os movimentos dentro dela, mas não queria que ela gozasse. Parei e ela disse tentando virar para trás:

-O que foi?
-Espera ai… - respondi pegando a última camisinha que tinha levado.

Coloquei rapidamente e a penetrei. Se eu posso dizer que tive boas sensações na minha vida aquela era uma delas! Com ela tudo era novidade. Eu nunca tinha ficado a vontade com alguém assim… já tive transas, mas tudo muito normal e pode-se dizer que foram “sem graça” comparando com tudo o que aconteceu na noite passada.

Depois que chegamos ao ápice juntos caí exausto na cama. Ela continuava de bruços. Levantei para ir ao banheiro e lembrei: como é ruim usar camisinha.

Quando voltei ela continuava de bruços e parecia descansar… coloquei a camiseta e me aproximei dela:

-Tudo bem? – perguntei
-Tudo… - ela respondeu virando de frente
-Quer dormir mais ou vamos para a praia? – perguntei
-Não! Quero aproveitar a praia… - respondeu
-Ok… bom, eu vou ter que ir no outro quarto, minhas coisas estão lá… - eu disse
-Ok… - ela respondeu me dando um selinho rápido

Eu sorri. Faz tempo que não sentia o que estava sentindo. Ela se levantou e enquanto ela caminhava para o banheiro eu disse:

-Passo aqui daqui a pouco.
-Ok! Ah!! Eu duvido que nunca tenha se apaixonado por ninguém - ela disse rindo e fazendo uma careta

Eu ria porque ela conseguia ser trágica e engraçada ao mesmo tempo.

-Eu nunca disse que não tinha me apaixonado por alguém, eu disse que nunca tinha falado.

Ela sorriu e mostrou a língua. Eu sorri também e disse:

-Eu já volto.


*** Carol POV ***


No banheiro comecei a recuperar os sentidos. Todos os sentidos que perdi na noite anterior. Minhas pernas doíam… faz tempo que não transava assim, a noite toda… nossa! Se eu contasse a Rose que papai e mamãe passou longe desse quarto ela se orgulharia de mim. Eu ria sozinha pensando nisso. Ele era simplesmente demais… como pode? Além de lindo era bom de cama! Ok, mais um motivo para me apaixonar ainda mais por ele… e essa história dele apaixonado por mim? Realmente as coisas mudam de uma hora para outra. E agora? O que será que ia acontecer? Ficaríamos escondidos do mundo até quando? Meu estômago já doía só de pensar.

-Calma Caroline, um dia de cada vez - falei alto e me assustei com Rose entrando no banheiro.
-Ah! Rose, credo!
-Agora você vai me contar tudo – ela disse fechando a porta.
-Será que você pode esperar eu tomar um banho pelo menos? – perguntei.
-Claro que não! Conta que eu fico aqui escutando enquanto você toma banho - Rose disse sentando-se no vaso sanitário.
-Você vai ficar ai mesmo? – perguntei
-Claro! Conta! – ela insistiu

Tirei a camisola, a calcinha e entrei no chuveiro.

-Fala Carol! – Rose gritou
-Fala baixo! Ele vai voltar aqui e vai escutar eu te contando tudo!! – eu disse
-Você acha que eu não fechei a porta do quarto?? Por favor né! Vai conta!
-Ah você realmente quer saber? Nem precisa né… - eu disse rindo
-Claro que precisa! Quero detalhes.
-Que detalhes? – perguntei
-Como foi? Quais posições? Saíram do papai e mamãe??

Eu gargalhei quando ela disse isso! Sabia que ia perguntar!

-Sim… saímos do papai e mamãe se quer saber.
-Uhu! E ai? Oral? Dedinhos? – perguntou
-Se você não fosse quase uma irmã eu te mataria agora por me perguntar isso!
-Fala! – ela gritou de novo
-Sim! Tudo isso! Oral, dedinhos como você diz e… - parei de falar de vergonha
-E?
-E por trás - falei tímida
-Mentira? Você conseguiu? Não doeu? Eu nunca…
-Rose! Por trás! Não sexo anal. Como você é louca! - ri.
-Ah! Nossa que susto, eu nunca tentei! Sempre tive medo! – ela dizia rindo
-Bom, eu nunca tive vontade, mas quem sabe - eu disse rindo
-Hum, você está mesmo apaixonada!
-Sim… ele é maravilhoso, em todos os sentidos - eu disse.
-Nossa, estou tão feliz por você! De verdade.
-Obrigada amiga.
-Bom, preciso contar uma coisa… agora é minha vez de contar novidades - Rose disse enquanto eu a olhava com curiosidade
-Fala! – gritei
-Não estou mais com Paul…
-O quê? – gritei de novo.
-Sim, bom, a amante dele me mandou uma mensagem… disse que estão juntos a um tempo e ainda mandou uma foto dele dormindo no hotel…
-Mentira! Meu Deus!
-Pois é! fiquei muito mal, mas não queria atrapalhar nosso final de semana.
-Você deveria ter me contado!
-Eu sei, mas você estava com outras preocupações… enfim… daí conheci Tarik e…
-Você está com Tarik, né?? Eu percebi, mas achei que era coisa da minha cabeça – eu disse
-Resolvi ficar com ele já que estou praticamente solteira…
-Olha eu estou com tanta raiva de Paul que por mim você pode ficar com a praia inteira! – eu disse
-É… e nós transamos… - ela disse rindo
-Mas já??? Ah, foi a sua voz que escutamos ontem! Eu disse ao Taylor, mas ele disse que era Natalie e Patrick!
-Vocês escutaram???
-Claro! Você fez um escândalo e o seu quarto é aqui do lado… - eu ria
-Ai que vergonha!
-Tudo bem, todo mundo faz isso - completei.
-É isso, queria que você soubesse - ela disse
-Fico feliz por você, mas triste pelo seu casamento.
-Não fique… eu nem estou mais chorando por isso, estou curtindo ficar com Tarik.
-Que bom, que engraçado! Você e ele, eu e Taylor…
-E Natalie e Patrick - Rose completou
-E esses dois, em? – perguntei.
-Dormiram juntos lá no quarto da Natalie.
-Nossa! Nós três! Três casais! Quem diria. E pensar que Paul alugou a casa sem nos avisar e causou tudo isso! Pelo menos ele fez algo de bom na vida - eu disse e Rose riu.


*** Tarik POV ***


-Taylor? – gritei enquanto entrava no quarto
-Estou aqui! – disse ele saindo do banheiro
-Quer dizer que ninguém dormiu nesse quarto hoje - disse rindo
-Pois é, graças a Rose! – ele disse
-Por que? - perguntei
-Porque ela me incentivou a ir lá no quarto da Carol e me deu camisinhas… ela é muito louca!
-Hum… eu nem tinha pensado nisso, senão teria te encorajado também.
-É né, você estava preocupado com a sua nova namoradinha - ele riu
-Nossa cara, a noite foi muito boa - suspirei
-É, eu sei que foi. Ouvimos tudo!
-Vocês ouviram? - gargalhou.
-É né… mas e ai? – perguntou
-Foi muito bom… e tenho que dizer que tenho que sair para comprar mais camisinhas - eu ri
-Vocês usaram tudo aquilo? Ela me mostrou um monte!
-Claro que não, mas tivemos que dar para o Patrick também.
-Ah…. Nossa, quem diria, nós três nos demos bem! – ele disse rindo
-Pois és e ai? Me conta de vocês! – perguntei
-Ah a minha noite foi igual a sua… - ele dizia e foi interrompido quando Patrick entrou no quarto
-E a minha foi igual a de vocês! – disse Patrick se jogando na cama
-Patrick e ai? – Taylor perguntou
-Já disse… minha noite foi igual - respondeu
-Usou as três camisinhas que nós te demos? – peguntei
-Claro! Dormir foi a última coisa que fizemos, estou morto! – Patrick respondeu e eu e Taylor rimos
-E você, Tay? Usou tudo? – perguntei
-Como vocês são inconvenientes, em - ele disse sem graça
-Fala logo! – Patrick disse jogando um travesseiro nele
-Por que querem saber? – ele perguntou
-Porque senão eu vou ter que sair para comprar! Mas se você não usou tudo não tem problema, usa hoje então - eu disse piscando para Patrick
-Pode comprar - Taylor respondeu baixo
-Ah garanhão, usou tudo, né! – eu e Patrick riamos e Taylor ria junto.



Com certeza nos divertiríamos muito nesse final de semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA