04 dezembro 2016

Fanfiction: Ela é para o meu irmão - Cap 47



Texto/Fic: Jéssica keli - TLM.

Depois de esperar por uma hora naquela tensão de quem seria aqueles e-mails Taylor entrou no quarto apressado.
O olhei se encostar-se à porta tomando folego e sorriu – mais que saudade de você! – pronunciou vindo em minha direção.
Começou a me distribuir beijos no rosto, na boca e muitos beijos no pescoço fazendo-me apoiar na cama sentindo cocegas.
Ele me soltou e sentou ao meu lado – e ai, o que achou das cenas? Pelo visto você não gostou.
Ri, mais ainda estava enciumada – olha.. não foi bom de ver.

– sentiu muito ciúme? – perguntou preocupado.
– há, claro que não.. – sorri forçado e ele levantou uma das sobrancelhas.
– serio?
– não, nunca mais toque naquela mulher de novo – ele riu ao me ouvir tão enciumada.
Mais não era atoa, era tão real!
– esta com fome? – perguntou.
– hummm, estou – Sorri e ele beijou o canto da minha boca.
– vou pedir algo para nós.
– tá – Sorri.
De repente pareceu incomodado, mais antes que eu perguntasse comentou.
– Queria poder te levar para jantar.
Sorri por que queria tirar aquela expressão entristecida que o assombrou – não me importo, com você aqui é o melhor lugar para jantar, ouviu? – Pisquei e ele tentou sorrir.
Percebi que não tirava da sua cabeça aquele comentário e seu silencio com certeza era muito mais do que ele havia se expressado.
– o que foi?.. – perguntei, mais ainda vendo-o pensativo achei melhor esclarecer minha opinião.
– não me importo, ouviu? Eu estou com você, isso é muito mais importante.
– mais mesmo assim eu me sinto mal, queria poder dizer a todos o quanto eu te amo e te levar para todos os lugares românticos que um casal vai.
Sorri sem graça, logico que seria muito legal! Mais não teríamos pais, muito menos ele e fora que ele não poderia por um bom tempo.
 Estiquei os lábios – um dia daremos um jeito, eu prometo – Disse e beijou minha testa.
Pedimos comida japonesa e depois nos deitamos.
– É tão bom te ter aqui comigo, só que a hora passa tão rápido quando esta aqui e aí eu sei que você precisa ir, não é legal – riu enquanto me aconchegava em seu braço.
 Ri e ele completou.
 – Seria melhor se ficasse comigo até que eu estivesse livre – se aproximou dos meus lábios passando sua mão em minha cintura deslizando até o quadril e uma arrepio enorme tomou conta de mim.
– você esta tentando me convencer a ficar com você até o final das gravações? – perguntei rindo.
Ele sorriu – estou tentando – Me olhou de baixo para cima e sorriu.
– também queria ficar, queria ficar do seu lado até me enjoar – falei e ele riu.
– não consigo me ver enjoado de você – sorriu.
– na verdade, nem eu consigo me ver enjoado de você – Ri dando um selinho.
Ele me olhou e ficou alguns segundos em silencio.
– ih.. o que foi? – perguntei sem graça.
– estou me lembrando de algumas coisas – sorriu.
Fiquei curiosa – lembrando-se do que?
– Depois que te conheci quando estava distraído acabava pensando em você e aí sempre pensei que seria passageiro, só que nunca foi..

Cortou seu sorriso por estar sem jeito e mesmo moreno percebi suas bochechas mudarem e antes que eu dissesse o que pensava ele completou.
– Só que a maioria das vezes você era totalmente diferente do que eu pensava o tempo todo, mais no fundo sabia que você era do jeitinho que eu esperava e agora esta aqui, do jeito que pensei que poderia estar com você..
Sorri – mesmo depois daquelas discussões?
Ele respirou fundo e riu. 
– há, tem horas que você realmente me enlouquecia, mais depois de alguns minutos tudo passava.. eu nem sei explicar porque.
– eu sei.
– sabe? – riu enrugando a testa.
Confirmei sorrindo – comigo não foi diferente, eu sempre te amei antes mesmo de te conhecer e depois só ficou mais forte, tudo que você dizia, não importava parecia que eu nunca deixaria de te amar..
Ele sorriu e continuei – o único motivo de esquecermos é porque nos amamos e nada nem ninguém vai nos separar.
Seu rosto mudou de repente e olhou para cima.
– nem o Evan?  – mostrou insegurança que eu não sabia que ainda tinha.
 E foi bem estranho ele dizer bem de cara “Nem o Evan?” mais sorri e respondi.

– nem o Evan. – Ele ficou me encarando como se quisesse ler pensamentos.
Eu estive tranquila, Evan não é páreo, Taylor era o único amor da minha vida e para o Evan só restava considerações por ter sido um dia o meu namorado.

– confesso que ele hospedado na sua casa me deixa inseguro.

– Entendo, você tem toda razão de se sentir assim pelo o que aconteceu, mais em breve ele sairá de lá, ele esta fazendo turnês com o Trevan que esta trabalhando com ele e assim que ele voltar irá embora.

Estalou a língua – e você não pode continuar aqui ate ele chegar e sair?
– nossa, confie em mim – sorri desconfortável com a sua falta de confiança em mim e ele ficou sem graça percebendo que transpareceu demais sua insegurança.

– há.. me desculpe  – respondeu com a voz mansa e me abraçou – mais eu morro de ciúmes de você.

– É mais quem diria, o causador de ciúmes é um ciumento – ele fingiu estar desentendido e ri.
– É! Eu lembro perfeitamente que na festa da sua prima você saiu com aquela Maika, é Maika né?! – ele sorriu sem graça e confirmou e completei – E a beijou na minha frente!
Riu baixinho morrendo de vergonha.

– Ela é uma amiga, só estava querendo me conhecer.

– hum, que malvado, e ai usou sua amiga para me fazer ciúmes?! – perguntei rindo mostrando o quanto estava impressionada com a sua cara de pau e ele ficou vermelho.

– Só ficávamos quando queríamos, não nos preocupávamos com nada.

– há! É bom saber. Então era um namorico as escondidas... – comentei

– É mais depois foi perdendo a graça por que não queria mais ninguém, só pensava em uma pessoa.

– e quem era a sortuda? – brinquei

– era alguém que eu estava prestes a esganar se não me amasse – rimos.
E ele me beijou, entre suas pausas sussurrei.

– eu te amo Taylor.
Olhou-me nos olhos e pronunciou abrindo um sorriso – Eu te amo Emily.
Ele pareceu se lembrar de alguma coisa e do nada levantou sorrindo.

– o que foi? – Perguntei sorrindo vendo sua expressão misteriosa procurar alguma coisa nas gavetas.
– o que esta procurando? – perguntei curiosa e ele sussurrou – há, achei!
riu se virando.
Em suas mãos havia uma sacola e dentro parecia uma pequena caixa. Fiquei mais curiosa e sorri percebendo que se tratava de algo para mim.
Veio a cama sorrindo – Sei que esta com o celular velho que a Ashley que te emprestou por que o seu quebrou no acidente, então comprei outro para você.

– ual! – Ri pegando a caixa louca para ver – obrigada.. – Falei enquanto abria a sacola e tirava a caixa.
Era um Iphone 5 rosa, tinha 10 vezes mais GBs que o meu antigo e me assustei com aquele presente, era muito para ser um simples presente.

– não gostou? – perguntou preocupado, acho nem imaginava a cara que eu estava fazendo e aí tentei sorrir.
– Eu amei, mais estou sem palavras, ele é tão lindo que tenho medo de usa-lo. – soltei um ar em meu sorriso e ele riu.
– Você merece e merece muito mais.

– você é um amor – Sorri deslizando minha mão em seu rosto.
Olhou para o celular e voltou a me olhar – Agora podemos nos falar a hora que quiser.

– É! E eu vou logo te avisando, vai se arrepender de ter me dado esse presente por que agora irei encher seu saco até você terminar suas gravações – falei colocando meu presente do lado da cama e deitei a cabeça sobre seu colo e ele riu.

Completei – obrigada, adorei o presente.
– de nada, fico feliz que gostou agora entregue esse trapo velho para Ashley – brincou.

– Hey, ele é simplesinho mais é bom, quer ver? – perguntei me levantando e pegando o celular.

– olha, a câmera dele é boa.
Abri o sistema de desbloqueio do celular e mostrei e antes que eu fechasse a câmera ele pegou o celular nas mãos. – deixa-me vê-lo.

– ta, olhe – sorri.
Ele mexeu mais não sabia em o que estava mexendo só olhava suas expressões, seu olhar mostrava um pouquinho de curiosidade, ih.. o que ele estava mexendo?!
Voltei a olhar para o celular e sorri vê-lo olhar o nosso site.
– Eu gostaria de ver tudo, posso? – perguntou sorrindo.

– claro, fique a vontade – falei rindo.
Não sei em que ele olhava mais sorria. – você esta entendendo alguma coisa? Por que tudo esta em português.

– As imagens dá para entender um pouco – riu e completou – Makena me falou desse site.

Olhou-me – que pertencia a você e as suas amigas – Sorri sem graça colocando o cabelo para trás da orelha.
– Ela me disse que tem coisas que até ela não sabia sobre mim – riu.

– há, ela estava exagerando isso é impossível, você é irmão dela – Sorri.

– Ela disse que não sabia do meu gosto sobre mulheres – sorriu.

Ri – jura? Por que ela me dizia o tempo todo o quanto você gostava de mim. – falei o fazendo gargalhar.
– não, não assim, estou dizendo o quanto vocês acertaram.

– Foi a Alexia que sugeriu aquelas opiniões, ouviu você dizer de um lado, depois de outro, depois de alguns meses e anos e juntou definindo o que você gosta.

– Ela sabe muito só não soube de uma coisa.

– serio?! – perguntei curiosa, doida pra saber do que faltou.
Ele abaixou o celular – que eu até posso achar as outras mulheres bonitas, isso é normal mais ninguém vai superar você.
Sorri sem jeito e brinquei para não mostrar o quanto estava sem graça e feliz.
– Isso ela tinha que colocar? Eu posso resolver isso rapidinho, colocar assim “Ele diz que Jessica Alba e Miranda keer são as mulheres mais lindas, porém nenhuma delas é páreo para Emily Stevans”

Ele riu – é.
– Há, me lembrei que eu posso muito bem também modificar essa postagem, só um momento – ameacei pegar o celular e ele riu.

– Sabe disso mais eles não podem saber, não agora. – riu.

– E um dia poderão?

– e por que não?! – riu

– um dia todos precisaram saber sobre a mulher que eu amo e espero que esteja preparada para isso, por que quero que todos saibam o quanto você é especial pra mim, quero que os nossos filhos saiam com a gente por aí sem ter nenhum problema, tendo que se esconder.

Sorri – isso vai levar um tempo.

– Eu sei, mais nós temos que ter paciência, infelizmente não posso fazer isso com a gente agora, mais quando eu puder não irei hesitar, eu prometo.

– Eu não tenho pressa.. Se é pra ficar com você em paz, podemos viver assim escondidos para sempre – beijei o canto da sua boca o fazendo sorrir.

– Eu te amo tanto – Sussurrou.

– Eu te amo mais – afirmei.







– não, eu que amo mais – afirmou.
 
– Eu te amo muito mais e te amei primeiro, ok – pisquei.

Apontei meu dedo – tuchê – falei o fazendo sorrir.

Beijamo-nos e deslizei minhas mãos por sua nuca e ele deixou nossos beijos mais intensos, tudo estava tão perfeito, não existia disse me disse, quem esta errado ou certo, era somente nós dois não nos importando com o mundo.
- - - - - - - - - - - - - -
Enquanto estávamos juntos meu e-mail estava sendo limpo por aquela pessoa que eu não sabia quem era, mais que sabia que estávamos juntos e que não gostava nenhum pouco da ideia.

 Apagou todas as fotos e mensagens do e-mail.
Quando Taylor adormeceu olhei o visor do celular chegar uma mensagem “Ahahaha Boa noite querida”
Ao olhar minha caixa de e-mail estava tudo apagado.

Olhei Taylor dormir tão tranquilo e pensei se seria melhor limita-lo.. Não tinha por que dar essa dor de cabeça a ele, queria que o nosso relacionamento daqui para frente fosse sem problemas, que fosse muito saudável.

Retirei meu e-mail do celular e do notebook, agora criaria um novo e nada disso me perturbaria de novo, poderíamos viver tranquilos e felizes.

Deitei-me ao seu lado abraçando suas costas e adormeci pensando em quem poderia ser..

Evan estaria ocupado demais essa hora apresentando seus shows, poderia ser Marie, Sarah ou a prima dele.
Tinha mais gente, Dani e Luane do vôlei que disse que se vingariam, mais elas nem imaginavam que Taylor e eu estivéssemos juntos ou que pensássemos numa possibilidade disso acontecer.
Tem minha irmã, talvez Maika.., será?!

Nossa lista estava ficando cada vez maior e só eu sabia o quanto me deixava tensa.
-------
No dia seguinte liguei para a minha mãe e ela disse que Evan, Adria e Trevan haviam acabado de chegar o que fez Taylor não gostar da ideia de eu voltar para Los Angeles justamente neste dia.

Taylor precisava gravar então nos despedimos apressados por que quase perdi a hora do meu voo. 
Pra mim ele queria que eu realmente o perdesse e ficasse com ele até o final das gravações, mais vontade não me faltava mais muitas responsabilidades me esperavam e eu não poderia largar.

Chegando no avião pediram que desligássemos os aparelhos eletrônicos, antes de desligar o meu havia uma mensagem de texto no visor “A Deus Vadia, ela cuidará direitinho dele para você”

Respirei fundo olhando pela janela do avião, como saberia que eu estava prestes a sair de Nova York?!
 Desliguei o celular tentando manter a calma mais minhas mãos agora soavam.
Quem poderia ser?

Meu numero era novo, só quem tinha era ele e agora minha mãe que horas antes liguei para ela, eles seriam incapazes de fazerem tal coisa.
- - - - - - - - - - - - - - -
Chegando o final da tarde em Los Angeles, Makena, Nanda e Sandra foram me buscar no aeroporto. 

Enquanto íamos para casa de taxi elas queriam saber todos os detalhes da minha viagem surpresa. Ainda não estava totalmente bem com Nanda pelo que havia acontecido com o Junior, coisa que não tinha sido minha culpa, mais eu tentava de todas as formas manter um relacionamento saudável com ela, estava com medo dela ainda achar que eu gostava dele..

Até por que só tenho olhos para um único homem, que era Taylor Lautner.
Quando chegamos em nosso bairro, Nanda e a Sandra foram para a casa.

Makena e eu podemos conversar sobre o que combinamos contar para Ashley.
- Ela disse que vem ver a sua irmã no sábado, o que diremos? – perguntou

- Adria não teve nem coragem de falar com ela primeiro que a gente – falei.

- sua irmã é muito falsa.

- eu sei.
Encostamo-nos A varanda e ela olhou para os lados antes de sussurrar.
- não tenho a mínima ideia de como começar essa conversa com a Ashley.

- Nem eu, mais a primeira coisa é combinar de conversar com ela em algum lugar e antes que a minha irmã, por que elas não se viram pessoalmente deve ser por isso que a Adria ainda não falou, vou ligar para ela agora, muito antes de sábado.

- É, liga, liga – Disse Makena.
Respirei fundo
Peguei o celular, procurei seu numero e liguei combinando para nos encontrarmos no restaurante mais próximo do nosso bairro e Makena e eu fomos nos arrumar para ir até lá.

mais estávamos preocupadas, como começar aquela conversa com a Ashley.
Ela era muito legal, não merecia a amizade da minha irmã.

Um comentário:

  1. Certeza que esses email estão vindo da Marie, aquela vaca ta querendo acabar cm o relacionamento do Tay e da Emi mas ela não vai conseguir, o amor deles é maior que a inveja dessa recalcada. Continua, eu estou adorando que a fic ta sendo atualizada com mais frequência novamente.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA