10 janeiro 2017

Fanfiction: Believe - Capítulo 40



Os dias passaram voando. Muito trabalho fazia com que eu me distraísse mais e sofresse menos com a saudade que eu tinha do meu namorado e dos meus pais. Meus pais estariam no próximo final de semana em L.A depois de uma longa temporada na Europa. Estavam ansiosos para conhecer Taylor. Minha mãe dava pulos de alegria porque ela é fã de Crepúsculo e sempre foi Team Jacob. Meu pai era ciumento, então por mais simpático que fosse ele não tinha opinião sobre meu namoro. 


Quem estava ansioso e preocupado era Taylor. Ele me ligava umas duas vezes a noite: uma para conversarmos e a outra para dizer "não quer mesmo remarcar o jantar?". Eu ria com a situação e Danny dizia que era o pânico normal dos homens e que com Tarik foi igual. Aliás, estávamos tão cheias de trabalho que nem tivemos tempo para comemorar o noivado, mas prometemos que iríamos fazer isso o quanto antes! 


A sexta havia chegado e como sempre eu e Taylor combinamos de nos encontrarmos na minha casa e depois iríamos para casa dos meus pais. Minha mãe fez questão de fazer o jantar e eu adorei, só assim ficaríamos longe dos holofotes dos paparazzi.


Minha campainha tocou às sete e meia em ponto. Sempre pontual.


- Oi! - eu disse e pulei em seu pescoço.
- Oi linda, eu precisava desse abraço - ele disse e me beijou apaixonadamente.
- Você está linda!
- Estou simples! Você que está sempre elegante - eu disse o cheirando no pescoço.
- Estou nervoso. Fiquei um tempão escolhendo a roupa. A Makena estava no meu apartamento e me ajudou – gargalhei.
- Não acredito! - eu ria e ele continuava sério.
- Não é para rir!
- Desculpe... Você vai ver que os meus pais são super normais e preciso te dizer que minha mãe é sua fã.
- O quê? Minha fã?
- Team Jacob total – agora ele quem riu.
- Essa foi boa.


Meia hora depois estávamos na frente da casa dos meus pais e Taylor estava mais calmo. 


- Mãe! - eu gritei ao ver minha mãe na cozinha. Ela imediatamente pegou minha bolsa e meus óculos e pediu para meu pai tirar uma foto nossa.
- Que saudade, filha - minha mãe disse empolgada.
- Pai! - corri para dar um beijo no meu grisalho.
- Gente, esse é o Taylor.
- Oi, é um prazer conhecer vocês - Taylor disse sem graça.
- O prazer é nosso. Quer vinho? - meu pai pergunta.
- Eu não costumo beber, mas vou aceitar.


Taylor pegou a taça de vinho e foi com meu pai conhecer a casa. Minha mãe já começou o interrogatório.


- Jenny, me conta tudo o que eu perdi nesses meses. Ele é lindo pessoalmente.
- Para, mãe! Ele fica sem graça. Eu disse que você era Team Jacob e ele parece que gostou – ela riu.
- Vamos nos dar bem, então.
- E o Zayn? Soube que ele está noivo - ela completou.
- Sim, fiquei sabendo... Nem conheço a menina e pegou todo mundo de surpresa. Desde meu aniversário que não falo com ele - eu disse um pouco triste por não ter mais contato com meu amigo, ele não me ligava, eu não ligava.
- E ai? O que fez para o jantar? Estava morrendo de saudade da sua comida - eu disse mudando de assunto.
- Mexicana! Seu pai e você adoram.
- Jura? O Taylor também.


O jantar foi ótimo. Taylor ria o tempo todo e logo passou aquela crise de nervosismo. Minha mãe era engraçada, assim como eu. Era o que as pessoas diziam...


- Filha, eu me esqueci de te falar. Sabe quem vem nos visitar e está louco para te ver? - disse meu pai.
- Quem?
- Tio Ben e família.
- Mentira! Que legal. Poxa, vou agradecer a casa rosada. E o Kevin? Kate?
- Todos, eles ficarão aqui em casa. Estão morando em Londres.


Meu tio Ben é o dono da casa rosada. Ele tem dois filhos, meu primo Kevin e minha priminha linda, Kate. Expliquei para Taylor quem eles eram. Kate ia amar conhecer Taylor já que nem preciso dizer que ela era fã da Saga. Eu não os via há muito tempo, mas falava com Kate sempre, pois ela me mandava e-mails falando das minhas músicas etc. Uma fofa!
Depois do jantar comemos a sobremesa e Taylor parecia não querer ir embora.


- Taylor, vou tirar uma foto sua.
- Mãe, por favor.
- Só uma! Meu genro é lindo, preciso tirar uma foto.


Depois da melação, fomos para minha casa.


- Seus pais são o máximo. Animados e acolhedores.
- São nossas origens, Brasil...
- Amei essas origens, me deixou bem à vontade.
- Que bom que gostou - eu disse e fui me aproximando dele bem lentamente dando muitos beijos no rosto e no pescoço.
- O que você acha de ficarmos no seu quarto mais a vontade, para dormir... - ele disse.
- Dormir? – Gargalho.



Nem preciso dizer que dormir foi a última coisa que fizemos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA