28 fevereiro 2017

Fanfiction: Believe - Capítulo 47






Às sete horas em ponto senti alguém me acordando com um carinho no braço esquerdo. Era ele. A visão do paraíso no paraíso.

Eu estava na rede. Jogada aos sonhos mais profundos enquanto ele tinha descansado na cama.


- Não vai acordar, Bela Adormecida?
- Já acordei. Tive um sonho maravilhoso.
- Ah é? Pode me contar?
- Nada demais, sonhei que estávamos aqui nesse lugar lindo com três filhos.
- Nossa, três?
- Foi só um sonho.
- Estávamos casados, então? - ele perguntou.
- Acho que sim, não reparei se estávamos de aliança - eu disse e ele riu.
- Bom, vamos tomar um banho e nos arrumar? - ele disse
- Taylor, esse jantar que você tanto falou hoje, como é? Preciso me arrumar muito?
- Não! É um jantar, só isso, eu disse só que temos que tomar um banho e trocar de roupa. Pode colocar qualquer uma.

Até parece, que eu, Jenny McCalister era mulher de colocar qualquer roupa, ainda mais jantando com meu namorado naquele lugar maravilhoso.

Tomei banho e coloquei um vestido "off white" de renda que eu tinha levado. Era curto, mas discreto. Uma sandalinha baixa acompanhou o visual.
- Você está maravilhosa.
- Obrigada.
- Você não consegue não se arrumar muito, né?
- Por quê? Está demais?
- Não, é que eu nunca vejo você mais ou menos, eu sempre vejo você deslumbrante.
- Taylor, esse vestido é simples, mas obrigada pelo elogio.

 Caminhei até ele e dei um beijo no rosto.

- No rosto?
- Não quero sujar você de batom.
- Ah tá - ele disse e sorriu.
- E ai? Vamos? - eu disse.
- Não vamos.
- Como assim?
- O jantar é aqui no quarto.
- Ah é? Tudo bem, achei que iríamos sair.
- Você se importa?
- Claro que não - eu disse.

Uns minutos depois garçons entravam em nossa "cabana do amor" para colocar a mesa, pratos etc. Tinha velas, flores. Eu estava achando tudo aquilo muito romântico, se é que me entendem.

Taylor era romântico, mas do jeito dele. Ele não era de flores, jantares. Ele era romântico de outras formas. Por isso eu achava estranho. Eu só observava e ele olhava cada passo dos garçons para ver se estava tudo certo.

- Uou, que capricho - eu disse baixo.

Quando a arrumação acabou todos os garçons saíram da suíte.

- Eu vou servir você hoje, tá? - ele disse da maneira mais sexy possível e sem respirar eu respondi.
- Ok.

Ele afastou a cadeira para eu sentar e foi servindo o jantar. Estava delicioso. Comemos como se não houvesse amanhã e eu dizia que teria que ficar um mês na academia direto quando voltasse para L.A.

Quando terminamos ele disse.

- Agora eu vou servir a sobremesa.

Eu amava doces, apesar de preferir os salgados. Estava ansiosa para degustar algo diferente do cardápio daquela ilha do amor.

O prato da sobremesa estava coberto.

- Hum, deve ser uma coisa maravilhosa. Meu Deus, vou sair rolando a qualquer momento - eu disse.
- Pode destampar o prato - ele falou sem mexer no dele.

Quando destampei o prato não havia sobremesa nenhuma. No lugar de um delicioso doce estava uma caixinha azul da Tiffany.

- Não vai pegar sua sobremesa? - ele dizia e eu não prestava atenção, só olhava para a caixinha sem acreditar no que via diante de meus olhos. Era isso mesmo? Estava acontecendo? Meu Deus! Até que ele disse.

- Lembra daquele par de brincos que você gostou em LA?

O que? Brincos? Eu só ouvi isso e voltei ao mundo real.


***
Um dia, enquanto passeávamos por uma galeria chique de L.A, eu vi um par de brincos de diamantes na loja da Tiffany e fiquei encantada, mas não comprei pois era demais para qualquer ocasião.

***

... Mas é claro, Jenny! Como você é idiota. Nessa caixinha não tem nada além dos brincos de diamante. E você achando que... Ri comigo mesma. Como eu era boba.

Taylor viu minha cara de "volta à realidade" e sorriu. Ele teve a capacidade de sorrir.

- Lembro, claro que lembro! Taylor, os brincos eram caros e não são para qualquer ocasião. Não precisava se preocupar - eu disse.
- Jenny, você não sabe ganhar um presente? Abre logo.

Eu tremia e isso eu não conseguia esconder. A decepção fazia com que minhas mãos não respondessem. De qualquer forma, ele era um namorado maravilhoso, preparou a viagem dos meus sonhos, aquele jantar, me serviu a noite toda e ainda me dava um par de brincos caríssimo. E outra, eu tinha prometido a mim mesma que não falaria ou pensaria em casamento por um bom tempo.

- Jenny, abre logo - ele interrompeu meus pensamentos.
- Claro - eu gaguejei.


Fui desfazendo devagar toda aquela caixinha dos sonhos. Ele não tirava os olhos de mim. Quando abri a luz reluzente do diamante fez meus olhos ficarem cerrados. A melhor parte é que a luz não era do diamante dos brincos e sim do diamante do anel que estava no lugar deles quando abri a caixa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA