Capítulos Recentes:


.








.
.





.





.

Fanfiction: Diário de Uma Paixão - Capítulo 47





*** Taylor POV ***


-Tarik! – gritei
-Oi.
-Faz um favor?
-Sim.
-Eu vou até a casa da Carol e vou ficar por lá, ok? Não me esperem! Avisa aos meus pais e ao pessoal. Ou melhor, avisa só para quem perguntar por mim.
-Ou seja, todo mundo - ele disse
-Por favor – pedi.
-Tudo bem! Aconteceu alguma coisa? Aconteceu, né?
-Sim, depois te explico! Valeu cara.



Sai como um furacão, só com a carteira no bolso. Cheguei a casa dela em alguns minutos. Toquei a campainha e logo ela atendeu.

Ela estava com os olhos inchados, de tanto chorar, claro. Abriu a porta mais para que eu entrasse. Quando ela fechou a porta e se virou eu a abracei com toda a minha força e ela consequentemente chorou, como uma criança.

-Não fica assim, por favor - eu dizia tentando acalma-la

Nos afastamos e ela limpou as lágrimas.

-Desculpa - ela disse
-Sou eu que tenho que me desculpar. Estou com vergonha, vergonha dos meus pais – eu disse.

Ela suspirou e sentou no sofá. Eu a acompanhei.

-Quero que saiba que vamos passar por isso, juntos! As pessoas dizem coisas ruins e quando somos famosos é cruel!

Eu falava enquanto ela olhava para baixo. Eu levantei seu rosto e disse:

-Estou apaixonado por você de um modo inexplicável. Nada do que disserem pode atrapalhar isso.

Ela sorriu forçado, mas sorriu.

-Eu sei que é difícil, mas tenta esquecer – falei
-Nunca vou esquecer - ela disse baixinho

Para mudar de assunto falei:

-Obrigado pelas jujubas e principalmente pelo bilhete.
-Que bom que gostou.
-Eu amei, não precisava - eu disse enquanto ela se levantava.

Ela foi até a mesa de jantar e pegou uma caixa.

-Happy Birthday – ela dizia ao me entregar mais um presente embrulhado.
-Uou! Eu acabei de dizer que não precisava. Você já é um grande presente para mim - eu disse beijando-a.
-Abre - ela disse tímida.

Quando abri o pacote sorri com o que via. Ela realmente me conhecia. Era um boné do NY Yankees, azul escuro, mas ao invés de ter meu sobrenome escrito como todos os outros haviam as iniciais TC.

Eu ria e ela começou finalmente a sorrir.

-Que legal, você já me conhece bem - eu disse.
-Gostou?
-Claro, adorei. Obrigado - eu disse deixando o boné de lado para beija-la intensamente.

Nosso beijo ficou mais urgente, mas ela me afastou.

-Vai dormir aqui? – perguntou.
-Se você quiser, sim - respondi
-Quero, só estou indisposta - ela respondeu

Entendi o que ela queria dizer. Ela não estava bem, era visível.

-Estou aqui para estar ao seu lado, só isso – respondi.





*** Carol POV ***

~ Flashback ON ~

Peguei um taxi aos prantos. Queria sair daquela festa! Queria ficar longe daquelas palavras que martelavam a minha cabeça!

Garota de programa? Aproveitadora? Só um rosto bonito? Eu tinha dor de cabeça só de pensar.

Não conseguia parar de chorar. Então era tudo isso que as pessoas achavam de mim? Os pais dele achavam isso de mim! Meu Deus! Lembrei de James dizendo que eu havia me comportado como uma garota de programa… lembrei dos olhares maldosos para mim na festa…

Se tem uma coisa que me deixava fora de mim era saber que me julgavam por algo que não fiz! Não sou garota de programa, não estou com ele por interesse!

Rose! Onde está Rose nessas horas? Com quem posso desabafar? Ninguém! Se eu ligasse para os meus pais eles iriam até LA naquela mesma noite e ainda fariam um estrago na vida dele… até processo por danos morais meu pai iria atrás, com certeza…

Eu precisava me acalmar. Precisava pensar no que poderia ser feito para reverter aquela situação.

~ Flashback OFF ~



Taylor dormiu em casa naquela noite. Eu nem o vi adormecer já que sempre depois de chorar eu fico com muito sono.

No outro dia ele foi embora cedo e tentei agir o mais normal possível. Tentei falar com Rose, mas só dava na caixa postal.

Fiquei o dia todo pensando em como eu faria para mudar aquela imagem e para provar aos pais dele que eu o amava, de verdade.

Foi então que tomei a decisão mais difícil da minha vida!

-Alô? Mãe?
-Oi filha! Tudo bem?
-Tudo! Queria pedir uma coisa - eu disse
-O que?
-Vocês pagam uma passagem para eu visita-los? Quero ir o quanto antes! – eu disse
-Claro! Mas quando?
-Amanhã? Pego o primeiro voo que tiver.
-Nossa, sim, pode ser. Eu vejo com o seu pai e confirmo, ok?
-Ok…

Claro que minha mãe desconfiou, afinal ela é mãe. Depois que desliguei pesquisei cursos na internet. Cursos de fotografia, afinal, eu amava tirar fotos e saber tirar fotos.

Nesse momento eu já chorava. O que eu planejava doía no coração, pois em meus planos, Taylor não estava incluso.



CURSO DE FOTOGRAFIA EM PARIS – 6 MESES
FOTO – FILMAGEM – PAISAGENS – MONTAGENS
VALOR: 5.000 EUROS
ESCOLA DE ARTE TROUSSAUD


Imprimi as informações do curso e guardei na bolsa. As lágrimas rolavam em meu rosto e eu engolia seco.

No mesmo dia, a noite, minha mãe mandou as passagens. Sorri por um momento. Queria estar com quem realmente me amasse e não pensasse coisas horríveis de mim.

Taylor me ligou, claro, como fazia toda noite.

-Oi linda, tudo bem?
-Sim e você?
-Tudo, está melhor?
-Estou.
-Que bom.
-Tay, amanhã vou para New Jersey visitar meus pais. Vou no primeiro voo.
-Nossa, mas assim, do nada?
-Eles queriam muito que eu os visitasse, minha mãe pediu e enviou a passagem - menti
-Ah, tudo bem - ele disse triste
-Volto no final dessa semana - engoli seco
-Ahm, ok. Posso te levar no aeroporto?
-Sim, tudo bem.

Arrumei as minhas malas chorando. Era o que eu mais sabia fazer agora… chorar.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

 
© Taylor Lautner Mania - 2014. Todos os direitos reservados.
Design por: Jéssica Tecnologia do Blogger