08 março 2017

Fanfiction: Diário de Uma Paixão - Capítulo 46







*** Taylor POV ***


A festa estava ótima e eu há muito tempo não me sentia tão feliz. Feliz com a minha carreira, família, amigos e com meu coração que era ocupado exclusivamente por ela. Ela fez tudo com tanto cuidado, me lembrou de cada detalhe e não deixou nada a desejar.

A única coisa que me incomodava era saber que meus pais não aprovavam. Eles ficaram de cara feia a festa inteira e isso me deixava mal. Eu tentava disfarçar, mas a Carol não era boba e já tinha percebido.

-Oi linda, aqui sozinha? – perguntei enquanto a abraçava por trás.
-Sim, mas não tem problema, o importante é você curtir a sua festa – ela disse virando-se para mim.
-Obrigada mais uma vez, eu gostei de cada detalhe - falei
-Você merece - ela disse e me beijou.
-Pensei em uma coisa - eu disse parando o beijo
-No que?
-Pensei em dormir na sua casa, posso? – perguntei
-Claro, o seu presente ficou lá mesmo - respondeu
-Ah é? O que é? – perguntei curioso.
-Não vou falar, é surpresa.
-Tá, eu aguento esperar.
-Tay, uma pergunta - ela disse.
-Respondo duas para você - falei rindo
-O que os seus pais acharam de mim?

Engoli seco. Não falaria a verdade, claro.

-Acharam você legal… por quê?
-Por nada… mas sei lá, acho que não gostaram de mim.
-Claro que não! Impressão sua.
-Tomara - ela disse.

Neste momento Tarik me chamou e eu a deixei sozinha mais uma vez.

***

Bom, depois de ver o que Tarik queria eu tive a ideia nada brilhante de ir tirar satisfação com meus pais:

-Mãe? – disse entrando na cozinha
-O que foi?
-Por que estão tratando a Carol desse jeito?
-Desse jeito como?
-Vocês não falam com ela, só criticaram a festa que ela organizou. E o que foi aquilo na hora dos parabéns?
-Taylor, vá aproveitar a sua festa, ok? Seu pai já falou sobre isso com você lá em casa e você sabe que eu concordo com ele.
-Pela primeira vez na minha vida vocês estão se incomodando com uma coisa dessas. O que deu em vocês, hein? – falei exaltado.

Neste momento meu pai entra na cozinha:

-O que está acontecendo aqui? – perguntou.
-Taylor está falando sobre a menina – minha mãe respondeu.
-O nome dela é Caroline - eu disse bravo.
-De novo isso, Taylor? – respondeu meu pai
-Sim, de novo e falarei quantas vezes for necessário. Quero que a tratem bem porque ela é minha namorada.
-Filho, ela é bem mais velha, dá para ver que vocês não tem nada a ver um com o outro - falou minha mãe.
-Ai mãe – gargalhei sem humor - São apenas 3 anos, pelo amor de Deus. Vocês só fazem drama - respondi
-E o jeito dela? Não gostei - disse meu pai
-Que jeito? – perguntei
-Jeito de quem está se aproveitando... aproveitando da sua fama para ser famosa também! – completou.
-Definitivamente, eu não estou ouvindo isso… - respondi
-Todas as revistas estão dizendo isso, ela não é nada além de um rosto bonito… quer fazer carreira à suas custas.
-E desde quando acreditamos no que as revistas dizem? - gritei

Eu cerrava o punho de raiva. Nunca, nunca senti tanta raiva dos meus pais. Nunca briguei com eles assim, ainda mais por causa de algum relacionamento meu.

-Vocês estão me decepcionando, nunca imaginei que ouviria isso - eu disse.
-Quando você vir que é isso mesmo vai nos agradecer por ter lhe avisado - disse meu pai comendo um petisco sem se importar com as duras palavras
-E quando vocês estiverem errados? Não sei se vou aceitar um pedido de desculpas.
-Taylor, o que vou dizer pode parecer horrível, mas ouvimos dizer que ela parece uma garota de programa de luxo! É horrível, mas e se for? Você nem a conhece! Nem conhece a família dela! Você me disse que ela é brasileira e…
-Chega! – gritei – Se eu ouvir mais uma palavra eu faço as minhas malas hoje mesmo.

Saí da cozinha com o sangue fervendo! Quem disse aquilo dela? Como as pessoas poderiam ser tão maldosas? Que merda ser famoso nessas horas. Que merda!

Meus pensamentos fervilhavam quando dei de cara com ela do lado de fora da cozinha. Ela estava imóvel, chorando… Olhou-me no fundo da alma como quem pede socorro. Eu já estava com os olhos marejados, me sentindo a pior pessoa do universo, culpado pelos meus pais e culpado por ter de alguma forma feito ela escutar tudo o que provavelmente teria escutado.

Não conseguimos dizer nada. Os segundos daquele momento pareciam uma eternidade. Foi então que eu consegui dizer.

-Eu sinto muito, vamos resolver isso, ok? Juntos.

Ela continuou chorando e me olhando. Ela estava com a bandeja de salgados na mão.

-Você pode levar isso na cozinha para mim? – ela disse soluçando

Estendi a mão e peguei a bandeja.

-Preciso ir ao banheiro - falou e saiu andando como se estivesse anestesiada.

Fiquei parado com a bandeja na mão, sem ação alguma. E a culpa mais uma vez tomou conta de mim. Larguei a bandeja em qualquer lugar e fui até o banheiro para espera-la sair e conversar.

-O que está fazendo aqui? – Tarik perguntou
-Esperando a Carol, ela entrou no banheiro - eu disse
-A Carol acabou de ir embora. Disse que você sabia - Tarik não entendeu nada
-Merda! Ela foi para casa dela?
-Sei lá, acho que sim! E deixou um bilhete com uma caixa para você. Está no meu escritório, acabei de colocar lá.

Antes de Tarik terminar a frase corri para o escritório. Em cima da mesa estava uma caixa pequena embrulhada com papel de presente e um envelope.

Abri a caixa e sorri. Era uma caixa lotada de jujubas. Depois abri o envelope.

Dear Tay,
Desculpe por não ter lhe dado um presente de um mês, mas para compensar lhe dou esta lembrança cheia de amor. Essas jujubas são para você se deliciar e lembrar de mim. Obrigada por tentar ficar comigo naquela noite de balada, obrigada por não desistir e obrigada por beijar tão bem a ponto de não fazer eu desistir também (risos). Que o seu aniversario seja um dia de muita alegria e amor. Espero que esteja gostando da festa que eu ajudei a organizar com tanto carinho. Você merece!
PS.: O presente de aniversário está na minha casa!
Um beijo com sabor de jujuba da sua namorada que te ama.

CC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA