14 março 2017

Fanfiction: A viagem - Capítulo 27

~ Pov de Dani ~


Eu estava tendo mais um dos meus pesadelos quando sinto um peso gostoso sobre mim, o que acabou me acalmando. Eu me via na quadra da escola no Brasil, todos riam de mim, mas dessa vez HD estava lá, me abraçando e dizendo que tudo ficaria bem. Eu apenas chorava e ele me confortava com palavras doces, até que algo me fez voltar a realidade, desde quando eu sonho com o HD?

Nisso levei um susto e abri os olhos e dou de cara com HD que dormia feito um anjo. Seus traços estavam suavizados deixando-o adorável... Mas espera! O que estou dizendo? Ele me abraçava de uma forma que nenhum outro havia feito e confesso que gostei, pois nunca havia dormido com um garoto antes, mas estava errado, isso não poderia acontecer, pois eu tenho alguém.

Sem perder tempo fui tentar me levantar, mas em vão, Henrique é mais forte do que eu, então fui obrigada a acorda-lo. Leve minha mão livre até seu peito e comecei a chamá-lo e não demorou muito para que ele esboçasse um lindo sorriso, sem abrir os olhos.

_ Bom dia... –Ele disse com a voz grossa afetada pela sono.

_ Er... Bom dia. –Eu disse sem graça quando ele abriu os olhos me olhando intensamente, como se estivesse vendo minha alma.

_ Você fica linda quando dorme sabia?

_ Você andou me espiando dormir? –Eu disse sem desviar o olhar.

_ Inevitável baby. –Ele disse alargando o sorriso. – E fica linda também quando acorda.

_ Você também... –Eu disse praticamente hipnotizada por aqueles olhos castanhos, o que fez o sorriso dele se alargar mais, se é que isso era possível.

Mas o que está acontecendo comigo?! Acordei atacada hoje só pode! Não sabendo onde enfiar a minha cara eu apenas aproveitei a distração e me levantei correndo e fui para meu quanto, eu sabia que estava vermelha, pois meu rosto estava quente. Assim que tranquei a porta fui direto para o banheiro tomar um banho e me arrumar, hoje meu dia seria agitado, aulas e treinos, então fui logo me arrumar.

Depois de uns 40 minutos me arrumando, finalmente eu estava pronta, peguei minhas coisas e logo fui descendo. Minha mãe e Victor já se encontrava a mesa, por sorte ou não Henrique não estava PR lá, então cumprimeitei os dois normalmente e logo me sentei no meu lugar me servindo.

_ E como foi o jantar com o Governador? – Eu disse apenas para ter assunto.

_ Tédio como sempre. –Disse minha mãe. – Sério não gosto de discutir política, é um assunto tão maçante, me estressa. – Tirando isso o restante até que foi proveitoso.

_ Proveitoso? – Victor disse rindo. – Eu vi mesmo, você com aquelas senhoras marcando algo pra fazerem no fim de semana.

_ É para arrecadar fundos baby... Temos que colocar um pouco de agitação na vida dessas senhoras para ver se elas abrem a carteira para algo útil.

_ Então vai ter festa? –EU disse empolgada.

_ Apenas um leilão querida, se você se interessar e quiser me ajudar...

_ Claro mãe, não tenho nada marcado mesmo.

_ E o Taylor?

_ Trabalhando muito como sempre, mas no fim de semana ele vai estar por aqui, tem algum problema?

_ Claro que não querida. Combine algo com ele em família, precisamos ter esse momento juntos e porque não ele estar junto?

_ Vou ver com ele direitinho.

_ Mas e você e o Henrique? Estão bem?

_ Acho que sim. –Eu disse dando atenção ao bolo de chocolate em minha frente. – Ele não está sendo ofensivo nem nada.

_ Ontem quando eu cheguei vi vocÊs dormindo juntos e...

_ Ele me chamou pra assistir algo e acabei dormindo, mas não pense besteiras mãe... Eu e Henrique não tem nada haver. –Eu disse visivelmente nervosa, minha mãe sabe como me deixar nervosa e ela notou isso.

_ E falando no príncipe encantado.... – Victor disse debochadamente.

_ Bom dia família! –Ele disse todo animado e com um lindo sorriso nos lábios. – E já estão falando de mim logo de manhã? Espero que estejam falando bem. –Ele disse se sentando a minha frente.

_ Estávamos dizendo que se você demorasse mais um pouco ficaria, porque eu não iria te esperar. – Victor disse me ajudando.

_ Obrigada. – Eu disse para Victor apenas mexendo os lábios e ele apenas sinalizou com a cabeça.

_ E como foi o filme de vocês? – Minha mãe insistiu novamente.

_ Até que foi legal, mas acabamos dormindo. Precisamos repetir isso Dany. –Ele disse com aquela estranha que eu realmente não estava gostando.

_ É... Quem sabe qualquer dia. – Eu disse bebendo um gole de suco. – Estou sem tempo, trabalhos, provas, treino...

Novamente Victor me salvou mudando completamente de assunto. Depois que terminamos o nosso café da manhã, minha mãe e Henrique subiram pra pegar suas coisas e eu fiquei na sala com Victor.

_ Mais uma vez obrigada Victor, minha mãe sabe como me deixar sem graça.

_ Não foi nada querida. Sua mãe é que é exagerada demais e desconfia de tudo, acha que pra tudo tem uma teoria da conspiração, mas não conte isso a ela. –Ele disse fazendo graça.

_ Pode deixar. –Eu disse rindo de suas caretas.

_ Mas é serio... Você e Henrique se acertaram? São amigos de novo?

_ Não sei... Sabe estou muito chateada com tudo o que aconteceu, não esperava isso dele.

_ Você acha mesmo que ele estava com o seu diário? O Henrique te ama menina, por você ele enfrenta tudo sem pensar duas vezes. Já pensou na possibilidade de alguém ter coloca a culpa nele?

_ E porque fariam isso?

_ Você está com o Taylor... Ele te ama bem antes disso... Alguém pode muito bem fazer isso pra deixar vocês brigados, pois vocês moram na mesma casa, passam muito tempo juntos... Poderia muito bem melar seu relacionamento com o boy maravilha.

_ Você acha que...

_ Eu não acho nada, mas comece a prestar atenção nas pessoas a sua volta. Veja quem são suas amigas de verdade e quem está se afastando de você por tudo o que está acontecendo. Tem muitas peças nesse quebra cabeça que não se encaixam. Pense bem nisso que te falei.

Nisso Henrique e minha mãe passaram por nós conversando animadamente. Assim que entrei no carro, coloquei meus fones, liguei na minha play list de músicas agitadas e fui pensando em tudo o que Victor havia me dito, mas nada pra mim faz sentido. Henrique teria motivos de me ver longe de Taylor, mas Taylor não teria motivos para fazer algo sabendo que estávamos juntos. Ele pode ter a mulher que quiser e no entanto estava comigo, ele teria medo de que?

Nem percebi quando chegamos a faculdade, me despedi da minha mãe e Victor e fui direto para a sala, eu queria ficar um pouco sozinha.
[...]

As aulas começaram chatas como sempre, números que simplesmente existem pra acabar comigo, eu já estava doida resolvendo um exercício quando o sinal finalmente tocou e eu pude fechar o caderno e esquecer um pouco sobre isso. Sempre fui ótima aluna, os números não eram o problema no momento e sim a minha conversa com Victor que ficou fervendo a minha cabeça.

Eu estava em um maldito conflito interno quando trombo com alguém no corredor.

_ Minha nossa! –Eu disse quase me desequilibrando. – Olha por onde anda!

_ Me desculpe. – Disse Karyn. – Não te vi.

_ Er... Tudo bem. Eu estava com a cabeça longe.

_ Você viu a Hellen por aí?

_ Pra falar a verdade eu não a vi hoje.

_ Ela veio, o problema é que ela simplesmente sumiu. Tipo desintegrou.

_ Já tentou o celular? –Eu disse começando a andar com Karyn ao meu lado.

_ Sim, mas só da caixa postal.

_ Relaxa ela vai aparecer, agora vamos comer algo que eu estou com fome.

Logo nós duas fomos juntas até a lanchonete Depois de pegarmos algo pra comer fomos direto para uma mesa afastada. Estávamos conversando amenidades quando Adrian um dos jogadores de basquete entra como um louco, assustando algumas pessoas. Ele parou no meio e ficou olhando ao redor e quando nos viu veio correndo até nossa mesa.

_ Nossa Adrian o que aconteceu? – Karyn disse estranhando por ele estar ali parecendo aflito.

_ A Hellen ta na sala do reitor, ela me pediu pra te avisar pra pegar as coisas dela.

_ O que ouve? –Eu disse preocupada.

_ Não sei ao certo... Parece que foi briga.

_ Briga?! –Eu e Karyn dissemos juntas.

_ Sim e acho melhor você ir junto porque a briga foi com aquela sua amiga esquisita.

_ Ai fod....

_ É melhor irmos. – Eu disse me levantando e pegando minhas coisas.

Esperava por tudo hoje, menos uma briga entre Hellen e Nathaly. Porque elas brigariam? Hellen não é de comprar briga dos outros muito menos de Karyn e Nathaly? Ela é uma garota tão sossegada. Tem algo nessa história que não se encaixa e vou dar um jeito de descobrir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA