Capítulos Recentes:


.








.
.





.





.

Fanfiction: Diário de Uma Paixão - Capítulo 55






*** Carol POV ***

Os dias passaram rápido. Eu fiz mais uma campanha e meu rosto estava estampado nas principais capas de revistas. James me dizia que não paravam de ligar para ele para falar sobre novas propostas. Eu estava amando tudo isso e estava feliz com a minha vida pessoal também.

As ameaças no Instagram continuavam, mas as mensagens amorosas também. Taylor tem muita fã e com isso aumenta o risco de ser xingada nas redes sociais, mas ele como sempre, dizia para não me preocupar com isso, que era normal e blá, blá, blá. Isso eu até deixava passar, mas o fato de não poder ir a casa dele me matava! Bom, pelo menos estávamos saindo mais em público. Eu estranhava como Taylor, de repente, queria fazer coisas em público. Fomos a uma sorveteria com a Makena, saímos para comprar umas roupas, e é claro que isso tudo no dia seguinte estava na internet.


TAYLOR LAUTNER APROVEITA A TARDE EM LOS ANGELES PARA TOMAR UM SORVETE COM A IRMÃ, MAKENA LAUTNER, E COM A NAMORADA, A MODELO CAROLINE CASTRO.

TAYLOR ESTÁ SE PREPARANDO PARA AS FILMAGES DE RIDICULOUS SIX, NOVO FILME DE ADAM SANDLER PARA O NETFLIX.


E lá estava a nossa foto. Eu, Taylor e Makena na sorveteria. Como era estranho viver tudo isso, mas como Taylor vivia dizendo, eu já estava me acostumando com a fama.

Rose voltou da casa dos pais, mas eu ainda não consegui matar a saudade da minha melhor amiga. Ela já estava em processo de divórcio e Tarik a ajudava em tudo. Os dois se davam muito bem! Já Natalie ainda não tinha voltado para LA com Patrick. Taylor dizia que eles tinham casado escondido e estavam na lua de mel.

Amanhã é meu aniversario e eu já tinha avisado aos meus pais que eu não iria para New Jersey. Taylor insistiu muito para que eu ficasse e eu realmente queria um aniversario só eu e ele. Ele já tinha avisado que me levaria para jantar e que depois iríamos para um hotel. Achei o máximo!

E por falar nele, meu celular tocou:

-Oi.
-Oi linda, tudo bem?
-Tudo e você?
-Tudo bem, estou ligando porque Tarik não para de falar que temos que jantar juntos hoje. Espera aí! Reconhece essa voz? – Taylor disse e passou o celular para alguém
-Carol! – era Rose
-Oh meu Deus, Rose! Que saudade – gritei
-Eu também, amiga. Vamos jantar hoje. por favor – falou
-Claro. Onde? Espera ai, por que não me ligou? Ah, deixa eu adivinhar. Estava trancada no quarto com Tarik – eu ri.
-Ah, não somos vocês, ok? Conversamos, falamos sobre a vida, não ficamos transando o dia todo.

“Fala baixo louca!” ouvi Taylor reclamar.

-Onde vocês estão? – perguntei
-Estamos na casa do Taylor - respondeu Rose

Senti uma pontada no coração. Eu poderia estar lá também, mas eu era a namorada rejeitada. Eu nunca ia me acostumar com isso. Toda noite eu ia dormir chorando e angustiada em saber que as pessoas mais importantes para Taylor não me aceitavam.

Bom, ficamos falando uns minutinhos e desligamos para nos preparar para o jantar que seria na casa da Rose. Paul já tinha saído de lá e parece que Tarik queria cozinhar, enfim, Rose dizia que ele queria se sentir o novo dono da casa.

As sete em ponto o homem mais lindo e sexy do mundo estava na minha porta.

-Oi - ele disse sorrindo e aquele sorriso ainda ia me matar
-Oi - respondi o puxando para dentro para beija-lo

Eu sempre fazia isso. Jamais daria o gostinho de um vizinho vender uma foto nossa se beijando na porta de casa. Quando já não havia mais fôlego ele sorriu e disse:

-Nossa, estou viciado nisso.
-Nisso? – perguntei
-No seu beijo. Se eu fico um dia sem, eu já me desespero - ele disse rindo e o acompanhei.
-Tá bom, vai ter que se acostumar. Você vai viajar logo - eu disse com cara de triste
-Não vou me acostumar, você estará lá comigo.
-Bom, vamos? – eu disse não querendo discutir a minha não ida para o Novo México.
-Vamos, Tarik já está lá. Sabe onde é? Eles me passaram o endereço, mas tenho que colocar no GPS.
-Eu sei claro, eu não saía de lá - sorri e saímos.

No caminho para a casa de Rose perguntei:

-O que estavam fazendo lá na sua casa hoje?
-Nada demais, Tarik passou para me entregar uns documentos e Rose estava com ele - respondeu com o olhar fixo para a rua
-Ela conheceu os seus pais? – perguntei
-Sim - ele continuou sério
-O que acharam dela? – aquilo me agoniava
-Não acharam nada, não perguntei também - ele respondeu seco
-Tay, você não brigou com eles por minha causa, né? Não quero arruinar o seu relacionamento com eles.
-Não briguei com ninguém… onde é a rua? – disfarçou

Ainda faltava muito para chegarmos, mas percebi que ele quis mudar de assunto. Eu prometi a mim mesma que não falaria mais sobre isso. Talvez esse assunto o deixasse magoado demais ou incomodado com o fato de eu não ser aceita por sua família, a não ser Makena.

-Segura meu celular, por favor? – Taylor pediu.

Eu vi que tinha uma mensagem da Makena e disse:

-Tem uma mensagem da sua irmã.
-Pode abrir, por favor?


MAKES: TAY, LEVEI A MAIOR BRONCA POR TER SAIDO COM VOCÊ E A CAROL ESSA SEMANA, MAS OK, ISSO NÃO IMPEDE DE ME CONVIDAR PARA O JANTAR NA CASA DA ROSE. GOSTEI DELA! ;)


Gelei ao ler a mensagem, mas disfarcei.

-O que ela quer? – perguntou
-Disse que levou bronca porque saiu conosco esta semana e porque não a convidou para o jantar na casa da Rose - falei séria
-A Makena acha que eu tenho que leva-la para todos os lugares. Responde aí que é jantar de casal, por favor.
-Não vou responder - disse virando o rosto para a rua
-Carol, ignora, ok? Eu sei por que está assim.

E mais uma vez eu ignorava a rejeição. Até quando? Até quando?

Já na casa de Rose eu tentei esquecer a mensagem. Não ia estragar o jantar na casa da minha melhor amiga e o pior é que eu já estava pegando raiva, muita raiva dos pais de Taylor.

Enquanto jantávamos, minha mãe me ligou.

-Oi, filha.
-Oi, mãe. Tudo bem?
-Tudo. Onde está?
-Estou na casa da Rose, estamos jantando.
-Pelo visto não vou conhecer seu namorado nunca. Eu vi que ele vai fazer outro filme.

Minha mãe adorava uma internet.

-Ah, mas ele me disse que assim que tiver uma folga vai até aí para conhecer vocês - eu disse e pisquei para Taylor que sorriu.
-E amanhã? É o grande dia – ela disse empolgada
-Vou ficar mais velha, só isso.
-Amanhã ligamos para você, ok?

Desliguei e continuamos nosso jantar.

-Nossa, a mãe da Carol está louca para conhecer você. Taylor - disse Rose
-É, eu sei, eu vou conhece-los logo, logo - ele respondeu
-Pena que seus pais não pensam como os meus - falei em voz alta e me arrependi.

Taylor e Tarik se olharam, estavam sérios. Aquele dia na casa dele não passou em branco, algo aconteceu sim e estavam escondendo de mim! Taylor estava muito tranquilo para o que aconteceu. Poxa! Eu fui lá, falei o que estava engasgado e ele vai a minha casa dizendo para eu ignorar e me dá flores? Algo estava errado, mas eu estava tão cansada de tudo isso que não tinha forças para investigar, não por enquanto.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

 
© Taylor Lautner Mania - 2014. Todos os direitos reservados.
Design por: Jéssica Tecnologia do Blogger