Capítulos Recentes:


.








.
.





.





.

Fanfiction: Diário de Uma Paixão - Capítulo 59






*** Carol POV ***



Depois da minha mais nova experiência sexual, tomamos um banho e nos deitamos. Ficamos de conchinha enquanto ele me fazia carinho. Não dissemos nada porque era esquisito… foi estranho e bom ao mesmo tempo.

-Posso te perguntar uma coisa? – ele quebrou o gelo
-Claro.
-Você gostou? Estou te achando quieta - perguntou
-Gostei… até mais do que achei que fosse gostar. É um pouco estranho, mas okay - respondi
-É, por ser nossa primeira vez, foi estranho.
-Mas não é uma coisa que quero fazer sempre - eu disse
-Tudo bem, não precisamos fazer mais se não quiser - falou
-E você? Gostou? – perguntei
-Sim, gostei - ele parecia estar com vergonha
-É, não é a toa que todos os homens gostam - completei
-Tem uma razão para isso… e agora eu sei - ele disse
-Ah é? Que razão? – fiquei curiosa
-Ah, é uma sensação diferente. Acho que a situação nos deixa ainda mais excitados e daí fica melhor do que o convencional - expliquei
-É, faz sentido.
-Além disso, é um lugar mais apertado e... - ele ia continuar e parou
-E? – perguntei curiosa
-E daí que se é mais apertado dá mais prazer.
-Não tinha pensado nisso – respondi e ele riu.
-Estamos aqui falando de sexo anal… quem diria - ele gargalhou.
-É, nosso relacionamento evoluiu - respondi rindo também
-Bom, vamos praticar mais e evoluir mais então - ele disse me virando para ele e a nossa noite sexual recomeçou.


***


Dormimos como pedras e acordamos com o celular despertando às 10 da manhã.

-Que cedo - resmunguei
-Vamos acordar, Bela Adormecida! Temos um almoço em família - ele disse
-Que almoço?
-Mais uma surpresa.
-Até quando você vai me fazer surpresas?
-Até se acostumar e achar que tudo é surpresa.
-Muito engraçado. E onde será esse almoço?
-Na sua casa. Sua mãe disse que fazia questão de cozinhar para os meus pais.
-Os seus pais também vão?
-Sim! Por quê?
-Por nada, preciso me acostumar com isso agora.
-É, pode se acostumar - ele disse e sorriu.

Nos arrumamos e ficamos esperando Tarik chegar no hotel para nos levar em casa. Ele fez o check-out por nós também, senão seria um prato cheio para os paparazzi nos ver saindo de um hotel.

Chegamos em casa e todos já estavam lá. Era estranho falar com os pais de Taylor, mas ao mesmo tempo era maravilhoso fazer parte da vida dele assim. Até James estava! Ele conversava com todos como se nada nunca tivesse acontecido e eu ria de longe. Só com Taylor ele não falava muito, acho que porque sentia vergonha de certa forma por tê-lo tratado com indiferença todo esse tempo.

Fui colocar minhas coisas no quarto e Rose me seguiu.

-Agora me conta tudo – ela disse saltitando e fechando a porta
-Rose, você me paga – eu disse jogando um travesseiro nela
-O que foi que eu fiz?
-Como pode ter colocado um KY e um vibrador na minha mala?
-Gostou, né? Aposto que usou.
-Usei porque fiz a besteira de dizer a Taylor o que tinha na mala e ainda li o bilhete para ele.
-Ah que máximo! Mas e ai? O que achou?
-Ah… doeu né, mas deu para suportar.
-É porque foi a primeira vez que fez, as outras serão melhores.
-Outras? Rá! Já disse a Taylor que não farei de novo tão cedo.
-Duvido.
-Você é louca!
-Bom, por causa da minha loucura, você teve uma experiência nova na sua vida.
-Ha-ha-ha – eu disse revirando os olhos.
-Mas e ai? Deu para sentir prazer ou só dor?
-Deu, claro! Se não eu teria parado de fazer.
-Viu! O vibrador ajuda muito.
-É, tenho que confessar que ajudou.
-Mas e a penetração foi dupla?
-Rose! Como você consegue ser invasiva – ri.
-Quero saber, sou a irmã que você não teve. Pode me contar.
-Ai que dramática. Bom, sim e não.
-Não entendi.
-No começo não foi porque eu estava mais preocupada com a penetração dele, mas depois eu fiquei mais relaxada e consegui fazer tudo.
-Ah tá… as vezes a camisinha ajuda também.
-É, mas não usamos mais.
-Para ele deve ter sido ótimo então!
-Ele disse que gostou.
-Claro que gostou! A maioria dos homens gostam.
-Você faz isso com o Tarik também?
-Ainda não.
-Mas meu Deus do céu! Você faz uma mala para mim com KY e vibrador e VOCÊ não faz?
-Ah sei lá, ainda não. Com o Paul eu fazia, mas ele era meu marido.
-Ah nossa, muito obrigada! Estou me sentindo melhor agora por ter feito sexo anal com meu namorado.
-Mas vocês se amam, são namorados. Tarik e eu estamos na fase do “se acostumar um com o outro”.
-Não vem com essa! Quero que você tenha essa experiência logo. Assim eu não fico em desvantagem.

Ficamos conversando milhares de bobagens quando minha mãe entrou no quarto e Rose saiu.

-Filha, quero lhe dar seu presente de aniversario.
-Ah mãe, obrigada!

Peguei o embrulho e abri. Era um diário.

-Um diário? Que lindo.
-Sim, eu sei que além de fotografar, você ama ler e escrever. E não há nada melhor do que ler as nossas mais profundas lembranças.
-Poxa mãe, obrigada! Eu adorei!
-Quero que escreva sobre a sua vida, seus sentimentos, porque quando tiver um filho ou uma filha, você vai poder compartilhar. Isso vai valer ouro no futuro.
-Claro! Vou começar a escrever sim, com certeza.
-Ótimo, que bom que gostou! E aproveitando, o almoço está na mesa.

Almoçamos e conversamos sobre tudo! A comida estava deliciosa bem como a sobremesa que a mãe de Taylor fez.

Depois da sobremesa os “mais jovens” foram para o jardim. Eu, Taylor, Tarik, Rose, Christian e Jessie…

-Taylor, como é ser uma celebridade? – perguntou Christian e todos riram,
-Ah, é bom porque eu faço o que eu gosto, mas muitas vezes é bem complicado - respondeu
-Falta de privacidade deve ser a pior parte - completou Chris
-É, além disso, tem as pessoas que falam mal de mim, do meu trabalho, falam que sou gay.
-Nossa! Isso é inveja porque você é bonito – disse Rose
-Hey, estou aqui - reclamou Tarik fazendo todos rirem.
-O que um cara normal da minha idade faz, por exemplo, vira uma coisa gigante quando o mundo todo está de olho - explicou Taylor
-Como o que por exemplo? – perguntou Chris
-Ficar com alguém! Se eu quero ficar com uma garota e levar para jantar no outro dia já saiu que estamos namorando, mas não é um namoro, sabe? Essas coisas.
-Entendi… mas agora com a minha irmã, por exemplo?
-Chris! – eu disse envergonhada
-As pessoas sabem que estamos namorando oficialmente e por isso o alvoroço é pior. Seguem a gente toda hora, paparazzi, fãs, os sites de fofocas bombando, essas coisas.
-Irmã, você tem um grande desafio.
-Já estou me acostumando - respondi
-Eu e a Carol fomos visitar um hospital de crianças semana passada e quase não conseguimos entrar no local. E daqui para frente sempre vai ser assim - ele disse pegando em minha mão
-Ok, eu posso conviver com isso - respondi sorrindo
-A Carol já está famosa também! E ganhando muito dinheiro com as fotos – disse Rose me fazendo corar
-Ai Rose, não exagera! – respondi

Depois da conversa e da tarde agradável, Taylor foi o último a ir embora.

-Antes de ir quero agradecer você pela noite maravilhosa e dizer que quero muitas noites como essa - ele disse me abraçando
-Obrigada, você que proporcionou tudo isso. Foi maravilhoso. A melhor noite da minha vida – respondi o beijando

Depois do beijo ele disse:

-Semana que vem eu vou para Santa Fé… vamos conhecer o set de filmagem, os atores e finalmente começar a gravar.
-Nossa, já? Christian ficará aqui por mais cinco dias.
-É, eu sei… mas depois você pode ir. Já estou providenciando com Tarik as suas passagens.
-Como você é rápido. E onde vamos ficar lá?
-A principio ia ser numa casa, mas como eu quero que você vá comigo vai ser em um hotel, senão não teríamos privacidade.
-Entendi, ok.

Concordei e ele se foi. Ficar sem ele já me doía o coração, mas ele era um homem ocupado, eu já deveria saber.



Antes de dormir, lembrei sobre festa e da noite maravilhosa que tive com ele, e então, para registrar todos os momentos, abri pela primeira vez o meu diário.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

 
© Taylor Lautner Mania - 2014. Todos os direitos reservados.
Design por: Jéssica Tecnologia do Blogger