25 agosto 2017

Fanfiction: Amor no Caribe - Capítulo 8






*** POV Alice ***

Ficamos o dia inteiro na praia e na piscina. Almoçamos, bebemos, petiscamos e conversamos muito! Aproveitei para observar mais o tal do lobinho. Ele era realmente um gato e, com certeza, estava a fim da minha irmã. Ele sempre dava um jeito de tocá-la e não parava de olhar para ela. Ele simplesmente a seguia com o olhar para todos os lados!

No final do dia, voltamos para o quarto, pois tínhamos que nos arrumar para o jantar. E eu ainda precisava disfarçar, conforme combinado com o Teddy.

- Eu vou jantar com o Taylor… - Disse Julie, um pouco sem graça. 

- Jura? - Fingi surpresa.

- Sim! Assim, você e Teddy podem ficar um pouco mais à vontade. - Justificou.

- Legal! - Respondi rapidamente tentando me controlar para não mencionar sobre o tal do “rolo” que o lobinho tem em LA.

- Ele estava diferente hoje… - Julie confessou.

- Diferente como? - Sondei.

- Estava falando mais e até perguntou se eu tinha alguém em Los Angeles. - Explicou.

Eu gelei! Tinha que arrumar um jeito de dar um toque sem falar diretamente o que eu já sabia.

- Julie, eu até acho que ele esteja a fim de você, mas... tome cuidado! Se quiser beijar, aproveite, só não vá se apaixonar, ok? - Aconselhei.

- Eu não quero me apaixonar! - Ela disse, nervosamente.

- Ótimo!

- E também não sei se vai rolar… - Continuou.

- Por que acha isso? - Perguntei.

- Não sei! Ele é uma incógnita! Eu não sei o que esperar! - Desabafou.

- Julie, relaxa! O que tiver que ser, será! - Tentei consolar.

- Obrigada! - Julie disse vindo em minha direção para um abraço.

- Eu amo você, sis… - Ela disse com os olhos marejados.

- Eu também amo você e não vou deixar que nada de mal te aconteça! 

Ela sorriu e saiu em direção ao banheiro. Meu coração estava apertado. 

“Se aquele lobinho magoasse a minha irmã, ele ia se ver era comigo!” Pensei alto.


**


Após toda a arrumação para a noite, eu reparei o quanto a Julie estava linda. Olhei para ela sorrindo.

- Acha que está muito decotado? - Perguntou.

Julie estava com uma saia e uma blusinha de seda. Ela estava muito sexy! 

- Está ótimo, Julie! Está deslumbrante! - Respondi segurando a mão dela e rodando-a em seguida para olhar de todos os lados.

- Ótimo! - Ela disse.

Pegamos nossas bolsas e saímos juntas do quarto. Nem precisamos nos encontrar com os meninos no restaurante, pois, assim que saímos do quarto, eles já estavam no corredor. 

- Wow! - Disse Teddy ao me ver.

- Que tal? - Perguntei.

- Está linda! - Ele respondeu me dando um selinho.

- E você está um deus grego, como sempre... - Eu retruquei, toda derretida.

Teddy corou ao ouvir meu elogio. Ele ficava tão lindo com aquelas bochechas vermelhinhas!

- Vamos indo, então? - Taylor disse, nos interrompendo.

Percebi que nesse momento ele acenou com a cabeça para Teddy, que disse baixinho:

- Pode deixar…

Eu já sabia o que eles queriam dizer. 

“Homens são mesmo todos iguais!” Pensei.



*** POV Julie ***



Quando eu o vi no corredor, aproximando-se de mim, meu coração disparou! Ele estava lindo. Lindo e muito cheiroso. O pescoço dele me chamava atenção. Era o que eu mais reparava nos homens. E aquele cheiro de perfume o deixava ainda mais convidativo. Na hora, pensei: por isso ele é uma celebridade! Ele fala bem, é lindo, tem uma postura impecável e os dentes mais brancos do universo!

Nos despedimos de Alice e Teddy e fomos na frente para o elevador. Eu não conseguia dizer nada tal era meu nervosismo.

- Você está muito bonita. - Ele comentou em voz baixa, quase sussurrando.

Sorri e agradeci com o olhar porque logo Alice e Teddy juntaram-se a nós no elevador.

Ao chegar à porta do restaurante, Taylor me puxou de leve pelo braço. Eu parei para prestar atenção nele:

- Julie, só um minuto… 

- O que foi? - Perguntei, sem entender.

- Você se incomoda se formos jantar no quarto? - Perguntou.

- Ahm… por quê? Já viemos até aqui! - Eu realmente não estava entendendo nada.

- Está lotado e você sabe que… - Respondeu, sem graça.

- Ah, entendi! Sem problemas! Vamos para o quarto então. - Concordei.

Ele estava visivelmente incomodado. 

- Desculpe por isso! Está muito cheio e amanhã você estaria em todas as revistas… - Falou.

- Nossa! Essa deve ser a parte ruim da sua profissão! - Eu palpitei.

- Definitivamente é! - Completou.

Quando ia abrindo a porta do meu quarto, ele disse:

- Pode ser no meu? Vamos para lá! - Convidou.

“Misericórdia!” Gritei por dentro.

- Claro! - Respondi o mais natural que pude.

Quando vi o tamanho da suíte que eles estavam hospedados, eu quase caí para trás! Era enorme e um luxo só!

- Fique à vontade! Eu vou ligar para o restaurante. - Ele disse já com o telefone na mão.

Aproveitei para explorar o lugar. Eles eram mais organizados do que eu e Alice, com certeza! Depois, fiquei prestando atenção no que dizia. Ele pediu todo o jantar e bebidas. Ouvi quando ele pediu um vinho, o que ainda me deixou ainda mais nervosa.

- Pronto! Eles disseram que em meia hora tudo estará aqui! - Falou, aproximando-se.

- Tudo bem! - Respondi com um sorriso largo.

Caminhei até a sacada do quarto que era de frente para o mar. A brisa me embriagava. Eu era louca por aquele cheiro de água e sal!

- Que vista linda vocês tem! - Falei sentando-me em uma cadeira de praia que havia na varanda.

- É mesmo! Esse visual é simplesmente fantástico! - Concordou, sentando-se ao meu lado.

A cadeira de praia era larga, mas não o suficiente, porque nós ainda nos tocávamos.

- Nossa… - Ele disse rindo e abaixando a cabeça.

- O quê? - Perguntei, curiosa.

- Nada… - Ele respondeu, sem jeito.

- Fala! Começou, agora fala! - Insisti.

- Você está… er... muito cheirosa! - Ele falou pausadamente, o que me fez arrepiar todos os pêlos do corpo

Comecei a rir sem parar. 

- Você é engraçado… - Falei, ainda rindo.

- Eu? Por quê?

- Porque sim! - Foi só o que consegui responder.

Eu estava tão nervosa que o que ele disse pareceu engraçado.

- Eu estou falando a verdade… - Replicou, sério.

Ele estava tão perto que eu podia sentir o hálito dele.

- Obrigada! Você também está cheiroso! - Confessei, olhando para o horizonte.

- Obrigado! - Ele agradeceu rindo.

- Na verdade, é a primeira coisa que eu reparo em um homem: o cheiro… - Confessei, ainda olhando para o nada.

- Eu reparo em várias coisas… - Ele continuou.

- Em um homem? - Brinquei.

- Engraçadinha… em uma MULHER! - ele falou alto e eu ri.

- Que coisas? - Voltei a perguntar.

- Cheiro, rosto, sorriso, tudo… 

- Legal… - Foi o que consegui dizer.

Ficamos em silêncio. Eu não tinha mais condições de dizer uma só palavra...

- Julie…

Quando ouvi meu nome, gelei.

- O que foi? - Respondi, dessa vez, olhando para ele.

- Eu não sou muito bom com as palavras, quer dizer... eu não sei se percebeu, mas eu estou muito a fim de você e… - Eu o interrompi.

- E você quer me beijar? - Completei já tremendo dos pés a cabeça.

Ele deu uma gargalhada.

- O que foi? - Perguntei

- Eu acho que a engraçada aqui é você!

- Ai, meu Deus! Você não quer me beijar, é isso? Ai, desculpe! Eu tenho essa mania de interromper as pessoas quando elas estão falando! Ai, Deus! Perdão, é que… - Eu cuspia as palavras descontroladamente.

- Julie! Hey! Calma! Você entendeu tudo muito certo! - Ele falou fazendo com que eu parasse e olhasse para ele.

- Ok… - Eu disse, trêmula.

- Ok? É só isso que você vai dizer? - Ele me olhava espantado.

- O que você quer que eu diga? Você sempre pede para beijar alguém antes? - Eu estava uma pilha!

- Não… eu normalmente não ajo assim. - Respondeu.

- Você normalmente já parte para o ataque! - Brinquei, tentando descontrair.

- É… - Ele respondeu rindo também.

- É que eu não consigo saber se você também está a fim e eu não queria estragar nada entre nós, até porque tem o Teddy e a sua irmã. Enfim… - Explicou.

- Não dá para saber se eu estou a fim? - Perguntei olhando nos olhos dele.

“Eu falei isso??? SOCORRO!!!” 

- Não… quer dizer, não até agora… - Ele disse fixando o olhar em mim.


E depois disso, não tinha mais o que dizer, perguntar ou explicar. Ele entrelaçou os dedos nos meus cabelos e me beijou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA