16 agosto 2017

Fanfiction: Diário de Uma Paixão - Capítulo 60






*** Taylor POV ***



Depois de um final de semana muito, muito bom, eu fiquei ainda mais ocupado do que o normal. A preparação para gravar um filme dava muito trabalho. Eu e Tarik já não íamos mais ver nossas namoradas com tanta frequência e isso nos deixava ainda mais estressados.

Estávamos com tudo pronto para a viagem a Santa Fé. Malas, papelada, passagens e infinitas listas de como organizaríamos a minha vida daqui para frente. Morar em um hotel por tempo indeterminado era de matar! Ainda mais sabendo que meu apartamento já estava pronto para ser habitado. A Carol o decorou sem a ajuda de ninguém! Ela comprou revistas, ficava horas na internet pesquisando para ter ideias e é claro que conseguiu um ótimo resultado. Eu fiquei impressionado como ela era boa em tudo, literalmente.

Durante a semana ela já levou algumas roupas para o apartamento, depois de muita insistência minha, e meus pais ainda estavam se acostumando com a ideia de eu não dormir mais em casa. A Carol ainda conseguiu contratar uma pessoa para ajudar com a limpeza e com a comida, já que eu não sei fritar nem um ovo. O nome dela é Glória e a irmã dela trabalha para a Carol há muito tempo. É uma senhora muito simpática e trata a Carol como filha. Eu acho admirável como a minha namorada trata as pessoas com respeito, independente de classe social ou o que seja. Muitas vezes eu me pego pensando: eu me casaria tranquilamente com ela! Ela seria uma esposa maravilhosa… se não fosse nossa pouca idade para pensar nisso profundamente e a minha carreira que ainda dominava a minha vida, eu já tinha a pedido em casamento. De qualquer forma, nosso relacionamento ficava cada dia mais sério.

-Hei, no que você tanto pensa? – Carol perguntou enquanto arrumava o meu guarda-roupa.
-Pensando em você e em como seria uma ótima esposa
-Ah – solto uma risada - como você é bobo. Só porque eu estou arrumando a bagunça que você deixa todo dia?
-Claro que não! Não é só por isso, é por tudo.
-Ai, imagina, eu nem faço muita coisa. Lembre-se que eu estou trabalhando muito também, nem tempo para você eu tenho mais - ela disse fazendo bico.
-É, os seus trabalhos brotaram – eu disse espantado.
-Pois é, James está a mil por hora e eu também.
-E ele deve estar muito feliz com o tanto de dinheiro que vocês estão ganhando.
-É, está, ele tem uma família para sustentar.
-Bom, amanhã eu viajo e fico sem você por quanto tempo? – perguntei desanimado.
-Ainda não sei, Tay.
-Você cuida das coisas aqui para mim? Quer dizer, da Gloria principalmente, vai que ela precisa de alguma coisa.
-É, eu já coordenei tudo com ela. Deixei meu telefone caso ela precise de algo urgente e o da sua mãe também. E se for mais urgente ainda ela fala com o Tarik que sempre está com você.
-Ok, obrigada, meu amor. O que eu fiz da minha vida até hoje sem você? – eu disse a tirando de suas atividades e a deitando na cama.
-Vamos nos despedir direito? – eu disse e a envolvi nos meus braços.



***



No dia seguinte eu e Tarik estávamos em Santa Fé, Novo México. Só deu tempo de deixar as coisas no hotel e ir para a reunião no set de filmagem com Adam e com todo o pessoal da equipe.

Assim que vi Adam ele veio correndo falar:

-Lautner! Tudo bem? Seja bem vindo.
-Obrigada, Adam. Como você está, cara?
-Bem. Melhor agora com a sua beleza atrapalhando a minha.
-Ah – gargalho - até parece.
-Bom, vamos para reunião? Tem muita gente para conhecermos ainda.
-Claro, vamos.

Depois de conhecer mais de 50 pessoas eu estava exausto. E quando ia voltar para o hotel, Adam me chamou de novo.

- Lautner.
-Oi – virei para trás para olha-lo.

Adam estava com uma ruiva, muito, muito bonita e nova. Parecia ter a minha idade.

-Quero lhe apresentar a produtora principal do filme. Melanie, este é Taylor Lautner e Lautner esta é Melanie Mackenzie.
-Oi, muito prazer - eu disse, dando um aperto de mão.
-Prazer! Eu já o conheço pelos seus trabalhos - ela disse.
-Ah sim, claro – sorri tímido.

Ela tinha uma beleza muito delicada, parecia uma boneca. O perfume era muito bom também e por um momento me peguei a observando intensamente.

-Bom, agora vocês já se conhecem - Adam interrompeu.

A tal de Melanie saiu e Adam disse:

-Nossa, achei que ia ataca-la.
-Hei, eu tenho namorada.
-Tem? Não pareceu.
-Tenho. E você vai a conhecer em breve.
-Ah, legal.
-Essa Melanie é produtora em qual empresa? Ela parece muito nova.
-Da Budget Enterprises. Ela não ia ser a produtora, ia ser outro cara, daí ele não podia e a indicou. Disse que era ótima e blá, blá, blá. E ela é super nova mesmo, parece que tem 23 anos.
-Ah tá…
-E você ainda me diz que tem namorada, Lautner?
-Por quê?
-Porque ficou interessado na produtora.
-Adam, você é louco.

E depois desse comentário eu fiquei preocupado com os meus pensamentos, mas mesmo assim eu tinha certeza de que era com a Carol que eu queria ficar por muito tempo.



***



O dia passou voando e a noite fomos para um restaurante jantar. Praticamente fechamos o local de tanta gente que tinha da produção do filme por lá…

Estava na mesma mesa que Adam e alguns outros atores quando Melanie juntou-se a nós:

-Olá, meninos.
-Olá – respondemos em coro

Depois de jantarmos e da sobremesa eu fiquei sozinho olhando meu celular e Melanie ficou comigo. Ela me olhava muito e eu já estava incomodado.

-Bom, vou para o hotel, boa noite - eu disse me levantando e ela interrompeu.
-Lautner, vai me deixar mesmo sozinha? Isso não é nada cavalheiro.

Eu sorri sem graça.

-Desculpe, mas estou realmente cansado.
-Eu sei, todos nós estamos. Ahm, em que hotel está?
-No Radisson.
-Ah eu também. Podemos ir juntos então?
-Sim, vamos. Vou com meu agente, ele vem me buscar.
-Ok.

No hotel eu estava no 5° andar e Tarik no 4°. A tal de Melanie estava no 5° andar também e isso me incomodou, mas eu não sabia por quê.

Tarik entrou no quarto comigo para passar a agenda do dia seguinte.

-Essa produtora é bem bonita - ele comentou.
-É, super bonita, parece que tem minha idade.
-Sério? Que nova.
-É.
-Hei, está muito pensativo. Eu te conheço.
-Estou nada, não me fale que fiquei interessado nela também.
-O quê? Nela, quem?

Nessa hora percebi que tinha falado demais.

-Deixa para lá.
-Taylor, se liga, hein. Toma cuidado para não fazer nada que vá se arrepender depois. A Carol é muito legal e não merece isso. Além do mais vocês estão morando juntos praticamente.
-Nossa, Tarik. Você fala como seu eu tivesse saindo com outra pessoa. Eu sei o que a Carol merece ou não, ok? Agora me deixa dormir.
-Cara, você tem 23 anos, eu sei bem os hormônios dessa idade. Mas lembre-se que isso passa e todos nós ficamos velhos um dia e ficar velho sem uma mulher de verdade do lado deve ser uma merda! Bom, boa noite.



Tarik saiu do quarto e mais uma vez eu tive medo dos meus pensamentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA