23 janeiro 2018

Fanfiction: Believe - Capítulo 67



*** Jenny POV ***


Dez dias! Dez dias! Era só o que eu conseguia pensar!

-Jenny! Suas malas estão prontas, mas estão na minha casa - Danny dizia enquanto eu tentava manter a calma.
-Malas? Que malas? – perguntei.
-As malas da lua de mel.
-Eu não vou ver o que tem dentro? Não vou ver as roupas?
-Claro que não! Se é uma surpresa, como você vai ver?
-Ai, como vocês são chatos. Já estou ansiosa pelo casamento e agora isso. Você sabe que eu morro de curiosidade.
-Por isso mesmo, mantenha a calma.

Como manter a calma nessas horas? Toda a nossa família, amigos e não tão amigos assim estariam lá. Eu deixaria de ser solteira. Meu Deus!

Por falar em não tão amigos, Taylor continuava reclamando de eu ter convidado Jake Gyllenhaal, mas o engraçadinho esqueceu-se de me avisar que Taylor Swift estava na lista também… só depois eu vi o nome dela lá.

Sim, passamos e repassamos a lista mil vezes, mas muitas pessoas foram acrescentadas e com tanto trabalho, deixamos tudo nas mãos de Constance e Danny. Taylor Swift era a EX mais amiga de todos os tempos. Eles quase nunca se falavam, mas eu não tinha tanto ciúme dela, afinal, eu gostava das músicas e ela foi muito simpática todas as vezes que nos encontramos. Eu ria sozinha em pensar que eu e ela tínhamos os mesmos gostos. Taylor, Jake, todos passaram por ela, só Jake que não passou por mim, mas até aí eu agradeci por isso.

Fui com Taylor pegar a roupa dele. O terno era um Armani, lindo. Olhei todos os detalhes, porque apesar de ser ocupada eu era controladora. O alfaiate fez muito bem feito o trabalho, claro, eu não tinha o que reclamar.

Saímos da loja e fomos direto jantar com os meus pais. Para variar estavam mais ansiosos que eu.

-Taylor, onde será a lua de mel? – minha mãe perguntou enquanto terminava o jantar.
-Ahm…. Infelizmente não posso dizer, é surpresa - ele respondeu sorrindo.
-Ah, que romântico - minha mãe falou e meu pai revirou os olhos.
-Mas quero saber depois, porque temos que saber onde estão - disse meu pai sério.

Meu pai conseguia, depois de quase três anos, ainda ter ciúme de Taylor.

-Vou falar, claro - Taylor respondeu.
-Nem a minha própria mala eu fiz – reclamei.
-Ai, eu ia adorar isso! – minha mãe respondeu empolgada e aproveitou para trazer o peixe que tinha feito.

Assim que olhei meu estômago revirou.

-Mãe! Você fez peixe? – disse com nojo.
-Ué, você ama peixe. Taylor, você não gosta? – ela perguntou.
-Eu gosto… Jenny, você ama peixe – ele disse surpreso.
-É, mas não quero hoje… tem outra coisa? Hambúrguer? Eu faço – respondi saindo da mesa com o estomago embrulhado.
-Que estranho filha… está enjoada?

Revirei os olhos e respondi:

-Antes que todos pensem que estou grávida, não, não estou! Estou com estafa, disse o médico.
-Estafa? E estafa dá enjoo? – minha mãe sempre dava uma de médica.
-Sim, dá! – falei.
-Eu também achei estranho - disse Taylor para atrapalhar.
-Gente, eu tomo pílula! Não esqueço nunca! – gritei.
-E agora vão começar a falar da vida íntima de vocês? – falou meu pai, saindo da cozinha.

Nós ríamos e eu disse:

-Tay, bem vindo a minha louca família.

Ele sorriu batendo os dedos na mesa. Ele estava nervoso. Enquanto minha mãe fazia um hambúrguer, eu sentei em seu colo e lhe dei um beijo.

-O que foi? Está nervoso? – perguntei.
-Sim - ele respondeu tímido.
-Quer desistir? – falei e ele riu.
-Óbvio que não - respondeu com uma gargalhada que só ele sabia dar.
-Tem certeza de que quer ficar comigo para sempre? – perguntei.
-Absoluta - ele respondeu, me olhando sério.

Minha mãe para não ficar de fora da conversa disse:

-Claro que ele quer! Olha só essa entrevista que eu vi - ela disse pegando a revista na mão.

A página da revista estava até marcada! Eu e Taylor ríamos enquanto ela lia:
TAYLOR LAUTNER, O ETERNO JACOB BLACK DA SAGA CREPÚSCULO, DEIXARÁ DE SER SOLTEIRO NO PRÓXIMO DIA 10 DE MAIO. A SORTUDA ESCOLHIDA É A CANTORA E ATRIZ JENNY MCCALISTER. ELES SE CONHECERAM EM UMA PREMIAÇÃO HÁ QUASE 3 ANOS E OFICIALIZARÃO A UNIÃO NA CASA DOS PAIS DO ATOR EM SANTA MONICA. JENNY FOI A ÚNICA NAMORADA DE TAYLOR DE LONGA DATA… É, PARECE QUE ELE ESCOLHEU BEM ATÉ PEDIR A MÃO DA GATA EM CASAMENTO! SORTUDA NÃO?

Minha mãe parou de ler e eu disse:

-Mãe, e o que isso tem a ver com ele querer ou não?
-Ué! Você foi a única namorada dele de longa data. Você acha que ele desistiria agora?

Taylor me tirou de seu colo, se levantou, deu um abraço em minha mãe e disse:

-Obrigada, sogra... Sou seu fã.
-Eu que sou sua fã – ela respondeu.

Eu ria enquanto meu pai entrava na cozinha mais a vontade. É claro que ele não deixaria de ser ranzinza ao perguntar:

-Como ficará o seu nome, filha? Não vai tirar o McCalister, né?
-Claro que não, pai. Meu nome é minha carreira também.
-Mas ela acrescentará o meu - Taylor era rápido nas respostas.
-Ah é? – disse meu pai fazendo aquela cara de “por quê?”.
-Sim, meu nome ficará Jenny McCalister Lautner - respondi e minha mãe sorriu orgulhosa. Minha mãe era a maior fã de Taylor, disparada.



Conversamos, jantamos, combinamos algumas coisas para o grande dia… Eram apenas dez dias que me separavam da minha antiga vida, da minha mais nova vida, como a Sra. Lautner.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA