14 julho 2018

Fanfiction: O Garoto Da Casa Ao Lado - Capítulo 9






Steven estava voltado para minha janela, sua mão tocando meu binóculo, ele abaixa um pouco e então olha. 

- Esse binóculo te da uma visão perfeita do quarto dele. - Steven se volta para mim. 

- Por que você matou aula pra ir passear com ele, Katherine? - Steven me olha, me repreendendo. Não sei o que responder, apenas baixo minha cabeça. 

- Steven, eu... - tento inventar uma desculpa, mas é impossível. Steven sabe tudo sobre mim, podemos não ser irmãos de sangue, mas ele me conhece melhor que qualquer um. - Desculpa. - fito meu sapato. 

- Kath, isso é errado... Meu Deus, imagina se o Nat fica sabendo? - continuo calada. - Por que você fez isso? 

- Não sei... Ele só queria dar uma volta. - subo meu olhar para ele. - Ele não tem amigos, Steven, eu só queria...- Steven se aproxima e me abraça. 

- Ei, vem cá... Não precisa chorar. 

Steven e eu continuamos conversando sobre meu dia com Nick, decidimos da uma volta pelo jardim. Sentamos no batente da entrada enquanto ele me dava uns conselhos. 

- Você precisa tomar cuidado, Kath, eu não gosto dele. - Steven olha para o outro lado da rua. Nick estava na garagem mexendo no carro dele. - Cuidado, não quero que Nat se machuque, muito menos você. - me aninho no seu colo recebendo carinho dele. Steven e eu não temos muito desse tal amor de irmãos. Quando criança nós nos matávamos e nos odiávamos, meu namoro com Nat e o seu com Alicia meio que nos aproximou, um pouco, mas nos aproximou. 



* * * 



Steven... 



Kath não quis vir comigo para escola, ela me disse que ia com Mia e Madison, mas depois de ontem preferi ir deixa-la na casa delas. Ela não protestou, foi calada até a casa da Mia. Deixei-a lá e vim direto para casa da Alicia. Como toda vez em que venho pegá-la, ela estava do lado de fora me esperando. Seus cabelos negros esvoaçando, estacionei meu carro e buzinei para ela. Alicia tirou sua atenção do celular e me olhou, seu sorriso aberto e seus olhos brilhando em minha direção. 



- Você chegou! - Alicia vem correndo e me abraça. Pego minha garota pela cintura e a rodopio no ar. - Amanda já foi com Vick, meus pais estão viajando como sempre e a primeira aula é de álgebra. - ela me lança um olhar sugestivo. 

- O que você quer dizer com isso? - Alicia mexe sua mandíbula e arque-a sobrancelha. 

- Isso é sério, Steve? 

- Não sei do que você está falando. Eu tenho aula de física agora e eu gosto muito - cruzo os braços, tentando não rir da sua cara de brava. 

- Steven! - ela exclama. Alicia vem até mim querendo me bater quando eu a pego e a beijo. 


Depois de suga-la com um beijo, Alicia fica desnorteada. 


- Quarenta minutos. - sussurro em seu ouvido e a vejo concordar enquanto a arrasto para dentro da casa. 

Alicia e eu entramos aos tropeços no quarto, nossas roupas sendo arrancadas as pressas, é sempre assim, temos fogo de sobra. 

Deslizo minha mão para dentro de sua calcinha, minha língua fazendo trajeto em seu pescoço, causando arrepios em sua pele. Estou duro, necessito estar dentro dela. 

Minha outra mão livre se move até o seu quadril apertando com força. Alicia geme em aprovação. Que se dane as preliminares, pego ela pela cintura, suas pernas em volta da minha, a jogo com força na cama, subo nela e me abaixo para tirar sua calcinha com os dentes, Alicia sorri excitada, passo a língua na sua entrada, tão encharcada e chamativa, não me controlo, em poucos instantes tiro minha calça enquanto Alicia pega as camisinhas na cômoda, é tudo rápido, coloco ela e no outro segundo, meto nela como se fosse a primeira vez, é sempre assim, ela me causa sentimentos impuros e ao mesmo tempo puros. Meu corpo clama pelo dela, nossos corpos se chocando rápido, nossos sexos clamando um pelo outro. Eles se amam, assim como nós. Eles necessitam estarem juntos. 

Nossos gemidos devem estar sendo ouvidos por toda Ohio. 

Alicia e eu aproveitamos muito bem, nossos quarenta minutos de matança de aula. 



* * * 



- E ai Steven... Espera cara, você está com cara de quem acabou de foder. - Peter me da um soco no ombro, Dan e Nat riem. 

- Hoje é dia de matar aula. - dei de ombros. Os meninos me contavam sobre o que perdi no primeiro tempo, até que vejo Nick secando Kath quando ela entra no banheiro com as meninas. Dou uma desculpa para eles e vou até ele. Nick me olha de lado quando me aproximo. 

- Fala ai, cara. - estendo minha mão para ele, Nick olha para mim e para minha mão indeciso se aperta ou não. 

- E ai. - ele aperta minha mão e me encara desconfiado. 

- Nick, podemos ir lá fora um instante? - ele pensa um pouco e então me segue. 

Esperei até que o pátio do colégio se esvaziasse um pouco e logo mandei a real para ele. 

- Eu quero você longe da minha irmã. - esperei por uma reação de susto ou que ele ao menos ficasse chateado. Mas nada, ele não esbouçou nenhuma reação, apenas me olhou sério, sem dizer nada. 

- Por que eu faria isso? - ele pergunta. 

- Kath é minha irmã, namora com o Nathan, ela não serve pra você Nick. 

- Então deixa que ela me diga isso. - ele cruza os braços me encarando. 

- Minha irmã não vai chegar perto de você e acho melhor você fazer o mesmo. - não deixo que ele me diga mais nada, pego minha mochila no chão e saio. 

Idiota petulante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário! A sua opinião sobre as fanfics é muito importante para que os autores continuem escrevendo. Fale sobre o mais gostou, sobre o que espera ler nos capítulos seguintes. Comente sobre seus personagens favoritos e os que mais detesta. Não deixe de comentar, seja mais ativo e evite que as fanfics entrem em hiatos por desmotivação da autora em escrever. Não seja um leitores fantasma. Comente agora mesmo!

DEIXE SEU RECADO!

SITE DE NOTICIAS - TAYLOR LAUTNER MANIA